Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
DEPUTADO OBTÉM COMPROMISSO DO GOVERNADOR PARA CONCLUSÃO DE OBRAS – Hospital em Lages e Serra do Corvo Branco serão concluídos com recursos próprios.

DEPUTADO OBTÉM COMPROMISSO DO GOVERNADOR PARA CONCLUSÃO DE OBRAS – Hospital em Lages e Serra do Corvo Branco serão concluídos com recursos próprios.

DEMAIS OBRAS DEPENDERÃO DE FINANCIAMENTOS A SEREM BUSCADOS NO ANO QUE VEM, MAS EQUIPAMENTOS DO HOSPITAL TERÃO LICITAÇÃO ANA QUE VEM. Último
PÚBLICO TAMBÉM FOI ATRAÇÃO NA 2ª NOITE DO FESTIVAL “UMA CANÇÃO PARA CRICIÚMA”/SC – O espetáculo faz parte das comemorações dos 140 anos da cidade.

PÚBLICO TAMBÉM FOI ATRAÇÃO NA 2ª NOITE DO FESTIVAL “UMA CANÇÃO PARA CRICIÚMA”/SC – O espetáculo faz parte das comemorações dos 140 anos da cidade.

Nesta sexta, 15, acontece a 3ª etapa, completando as 36 composições participantes do festival. Sábado será a grande noite. Serão
NOVA FRENTE PARLAMENTAR VAI CONTRIBUIR COM O MODELO PRODUTIVO CATARINENSE – A Frente do Agronegócio, Turismo Rural e Tradicionalismo é ideia inteligente.

NOVA FRENTE PARLAMENTAR VAI CONTRIBUIR COM O MODELO PRODUTIVO CATARINENSE – A Frente do Agronegócio, Turismo Rural e Tradicionalismo é ideia inteligente.

SANTA CATARINA É MODELO AO BRASIL EM AGROINDÚSTRIAS, COOPERATIVISMO E EQUILÍBRIO SÓCIO ECONÔMICO. O sucesso do setor produtivo catarinense é consequência
NOVO PARTIDO DE BOLSONARO ESTÁ EM ALTA EM SC – Meta é de 1.000 novos membros/dia e diretórios municipais já.

NOVO PARTIDO DE BOLSONARO ESTÁ EM ALTA EM SC – Meta é de 1.000 novos membros/dia e diretórios municipais já.

"ALIANÇA PELO BRASIL" VIRA O FATO POLÍTICO DA SEMANA E BOMBA NAS REDES SOCIAIS E MÍDIA IMPRESSA DO INTERIOR. Veja o
LANÇADA NOVA FRENTE PARLAMENTAR – A do Agronegócio, Turismo Rural e Cultura Tradicionalista.

LANÇADA NOVA FRENTE PARLAMENTAR – A do Agronegócio, Turismo Rural e Cultura Tradicionalista.

Foi nesta quarta, 13, na ALESC, reunindo representantes destes importantes setores do bem sucedido modelo produtivo catarinense. Na mesa dos trabalhos
OPINIÃO – MINISTRO PAULO GUEDES TEM RAZÃO – A Lei de Responsabilidade Fiscal é inócua sem a cultura da responsabilidade nos gastos.

OPINIÃO – MINISTRO PAULO GUEDES TEM RAZÃO – A Lei de Responsabilidade Fiscal é inócua sem a cultura da responsabilidade nos gastos.

PARA NÓS AQUI DO PORTAL O PODER PÚBLICO JÁ NASCEU COBRADOR DE IMPOSTOS E EXPLORADOR DAS RIQUEZAS NATURAIS E DAS
MUNICÍPIOS SÃO UM FARDO A MAIS PARA O CIDADÃO – Mas só enxugando a folha da Prefeitura e da Câmara já não é preciso incorporação.

MUNICÍPIOS SÃO UM FARDO A MAIS PARA O CIDADÃO – Mas só enxugando a folha da Prefeitura e da Câmara já não é preciso incorporação.

BASTA SUBSTITUIR O LEGISLATIVO POR UM CONSELHO SEM SALÁRIO QUE REDUZ O QUADRO E MELHORA O RESULTADO. OPINIÃO Quando as câmaras de
BEM HUMORADAS DO FUTEBOL NO PORTAL – Técnicos param em pé enquanto os jogadores querem. Dos que derrubaram o chefe só as raposas velhas perderam.

BEM HUMORADAS DO FUTEBOL NO PORTAL – Técnicos param em pé enquanto os jogadores querem. Dos que derrubaram o chefe só as raposas velhas perderam.

TÉCNICO DE FUTEBOL ATÉ PARECE MINISTRO DA EDUCAÇÃO: SE O APARELHAMENTO IDEOLÓGICO, OS MANISFESTANTES E OS GREVISTAS RESOLVEREM, DERRUBAM. Como é

O QUE ROLA NAS REDES SOBRE O FUNCIONÁRIO PÚBLICO E SEU DIA – Ele se acha dono do poder público. Só falta ele ter certeza de que é Deus… Porque já pensa que é…


redessociaisinteracaopessoas-cke
Esta postagem foi publicada em 27 de outubro de 2019 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

TRÊS COISAS RUINS QUE INVENTARAM PARA O FUNCIONÁRIO PÚBLICO: A ESTABILIDADE, O CONCURSO PÚBLICO E O PADRINHO POLÍTICO.

Veja esta:

Já foi descoberto o remédio que cura todas as doenças graves: suor de funcionário público… Portanto, não precisa feriado no seu dia… Nem está cansado….

Na vida pública o funcionário público se acha Deus. Seu chefe tem certeza que é…

……………….

POSTAGENS ANTERIORES.

O QUE ROLA NAS REDES SOBRE O ESQUERDISMO NO BRASIL – A estratégia do projeto de longo prazo da “religião” chamada petismo.

 

É uma estrutura assentada na captura de grupos influentes, financiada por empreiteiras, bancos e o povo, este via trabalho e impostos.

A conclusão de analistas  nas redes é a de que o Petismo é mais uma religião que uma ideologia utópica tipo o socialismo já derrotado pelos tempos e o liberalismo.

Esse modelo, que durou 4 mandatos, conquistados após 20 anos de lutas dentro do movimento sindical, agora vem sendo chamado de religião. É que seus idealizadores arquitetaram um plano que visou conquistar a paixão da base da pirâmide social.

Só que a sedução do pobre com o paternalismo não passou de uma ilusão e um tiro no pé, já que o Governo dava com uma das mãos e tirava com a outra através de impostos. Um exemplo clássico de sedução de pobres é o Bolsa Família, que hoje custa cerca de R$ 30 bilhões ao poder público, mas que ele tira R$ 150 bilhões via impostos embutidos.

Esse programa até seria inteligente e bom, mas se tivesse a fonte para financiá-lo. Contudo, agora ele é irreversível diante da situação atual do País com enorme déficit fiscal, mas que o pobre não tem culpa disso.

A culpa é do projeto que produziu o rombo nas contas públicas e um dramático quadro que agora nos força a pagar o preço através de reformas radicais e sacrifícios.

Quer dizer, no fim o prejuízo com o desperdício de dinheiro no saco sem fundo e no ralo agora será socializado.

E o pior é que até hoje significativa fatia do esquerdismo ainda insiste em sobreviver com o uso, muito competente até, do santo nome do pobre em vão.

………………………………

OPINIÃO DO ERON PORTAL

Nosso partido é o Brasil, não é o Governo. Aqui não atemos ideologia.

ENTÃO VAMOS AO PROJETO DE LONGO PRAZO, QUE ROLA NAS REDES, DO ESQUERDISMO BRASILEIRO.

Analisamos com muito cuidado um estudo sobre a estrutura do projeto do Petismo no Brasil que circula na mídia eletrônica. Veja agara o resumo por escrito do vídeo de que falamos acima, com nossa interpretação jornalística de seus pilares.

Senão vejamos:

Ao chegar ao poder, o PT deve ter se perguntado: “Como vamos permanecer no poder por mais de 50 anos?”

O que se percebe é que até de forma inteligente pensou-se um projeto que durou um tempo, só que afundou o Brasil, atrasou-o por uns 20 anos e sucumbiu porque não tinha sustentabilidade.

Os pilares desse projeto:

1 –  Captação de poder através da cooptação e adulação de grupos influentes, como artistas, intelectuais, movimentos sociais, grupos étnicos, minorias, altos funcionários públicos e parte do Congresso, entre outros. Todos mamando nas tetas, debaixo das asas de um governo gordo e centralizador e com o amparo do sindicalismo corrupto e que só pregou direitos para ganhar adeptos.

No começo isso causou impacto no mais poderoso aliados de primeira hora, o povo incauto e o pobre e inocente. Sinalizaram a eles com algumas ilusões imediatistas, tipo comida e moradia quase de graça, acesso insustentável à universidade, andar de avião e de carro novo mais barato e se oferece energia e combustíveis a preços abaixo do mercado.

O resultado foi um rombo nas contas e o uso das pedaladas fiscais. E com a defasagem nos preços dos combustíveis e da energia, afundaram ainda mais a Petrobrás já mergulhada na corrupção e quase quebraram as distribuidoras do setor elétrico, hoje em vias de serem privatizadas.

2 – Viabilizar o financiamento do projeto com “parcerias” com empreiteiras amigas, uso de empresas estatais, bancos públicos e privados e até usando dinheiro do tesouro.

1-Petrobras-001

Para operacionalizar o plano veio o balcão de negócios no Congresso para formar uma poderosa base parlamentar. Aí não demorou surgir escândalos como o Mensalão e o Petrolão. Estes corroeram ainda mais as finanças e a imagem de estatais como os Correios e a Petrobrás.

Some-se a isso a estratégia de também saquear diretamente os cofres públicos, como por exemplo, via grupos de ONGS e o Seguro Defeso com maioria dos beneficiados sendo pescadores de pé enxuto vivendo em grandes cidades, até mesmo em Brasília.

Mas saque, mesmo, foi através de gente colocada em pontos estratégicos de estatais para facilitar contratos a empresas com o compromisso da propina para abastecer as tetas, engordar “a companheirada” e financiar campanhas eleitorais.

3 – Por fim, escravizaram o povo que trabalha e gera impostos, especialmente a classe média.

lava jato

Todo esse aparato culminou em operações como a Lava Jato, que acabou virando um “patrimônio popular”. Devido aos escândalos julgados na Lava Jato surgiu a onda verde amarela que mandou tradicionais políticos pra casa, a cobrança por reformas profundas e mais recentemente as manifestações de rua, a favor das mudanças. A maior delas foi a deste domingo/30.

Um exemplo de reação contra as reformas foi a manifestação das viúvas da oposição que saíram às ruas para protestar contra o contingenciamento de parte do orçamento da Educação e a reforma da Previdência. É um exemplo de quando o criador se rebela contra a criatura: a necessidade de apertar o cinto!

Onde controla assessorias.

ERON PORTAL

Texto final e adaptação: Eron J Silva.


200 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-