Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
DESAFIO DO NOVO GOVERNO FEDERAL EM BUSCA DA PAZ EM CASA – Anular a foça do aparelhamento anterior feito pelo viés ideológico.

DESAFIO DO NOVO GOVERNO FEDERAL EM BUSCA DA PAZ EM CASA – Anular a foça do aparelhamento anterior feito pelo viés ideológico.

O Meio Ambiente pode vir a ser a bola da vez para as incomodações com as corporações ideológicas ramificadas por
OS PERIGOS POR TRÁS DO QUE COMEMOS – Na aparência da folha de alface pode haver fezes e no miolo da maçã venenos sistêmicos.

OS PERIGOS POR TRÁS DO QUE COMEMOS – Na aparência da folha de alface pode haver fezes e no miolo da maçã venenos sistêmicos.

Será que não estão banhado sua salada com água do rio cheio de cocô? Será que as frutas não tem
O BRASIL É O ESTRATO DA DIVERSIDADE E DAS MINORIAS – Plural em tudo: constituição demográfica, formação politica, econômica e histórica.

O BRASIL É O ESTRATO DA DIVERSIDADE E DAS MINORIAS – Plural em tudo: constituição demográfica, formação politica, econômica e histórica.

Uns governos fizeram o bem; outros o mal e usaram nossos valores originais em favor de seus projetos. Descaracterizaram um
HOJE: CORINTHIANS 1, FLAMENGO, 1 – NO FUTEBOL DOS IGNORANTES ESPORTIVOS SÓ VALE VITÓRIA E TAÇA.

HOJE: CORINTHIANS 1, FLAMENGO, 1 – NO FUTEBOL DOS IGNORANTES ESPORTIVOS SÓ VALE VITÓRIA E TAÇA.

Foi um grade jogo o de hoje na Arena Corinthians. Com esse 1 a 1 os dois continuam rigorosamente empatados
INAUGURADA MODERNA UPA – PREFEITURA REABILITOU UM CONVÊNIO E CONCLUIU UMA OBRA ABANDONADA – Foi inaugurada neste sábado, às 10h, em Lages/SC.

INAUGURADA MODERNA UPA – PREFEITURA REABILITOU UM CONVÊNIO E CONCLUIU UMA OBRA ABANDONADA – Foi inaugurada neste sábado, às 10h, em Lages/SC.

Quando só se fala em milhares de obras paralisadas é bom saber da inauguração de uma UPA de R$ 4 
TEU MAIOR PATRIMÔNIO É TEU “EU”. ELE É QUEM TUDO GRAVITA – Seus itens mais valiosos: capacidade de fazer, integridade e poder de cativar. (Esta é uma postagem na 2ª pessoa).

TEU MAIOR PATRIMÔNIO É TEU “EU”. ELE É QUEM TUDO GRAVITA – Seus itens mais valiosos: capacidade de fazer, integridade e poder de cativar. (Esta é uma postagem na 2ª pessoa).

Os bens materiais são consequência desses diferenciais que são potencializados pelas circunstâncias ou pelas oportunidades da vida. É por aí
A PÁGINA DA FOREVER ÁGUIAS SERRANAS (NÚCLEO LAGES) – Empreendedores em ritmo de muito trabalho. Rede e vendas crescem!

A PÁGINA DA FOREVER ÁGUIAS SERRANAS (NÚCLEO LAGES) – Empreendedores em ritmo de muito trabalho. Rede e vendas crescem!

Uma semana cheia com novas oportunidades, novos empreendedores e cada vez mais aceitação de nossos produtos. Programação cumprida na semana. Maria Helena
SISTEMA FOREVER ÁGUIAS BRASIL – Um mês cheio de resultado, acontecimentos e diversão.

SISTEMA FOREVER ÁGUIAS BRASIL – Um mês cheio de resultado, acontecimentos e diversão.

Confraternização dos empreendedores destaques num final de semana em Termas de Gravatal/SC. Mas tem mais conquistas! ........ Coisa linda de se ver! Top

O Comentário do Eron


Esta postagem foi publicada em 2 de março de 2017 Destaques 5, Editorial, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo.

Legado dos Jogos e da Copa: corrupção, desperdício, obras inacabadas e “elefantes brancos”

 

O maior legado dos Jogos do Rio 2016 e da Copa foi o desperdício, a corrupção, a propina, mais prejuízos ao poder público, quebradeira de estados, obras inacabadas ou deficitárias que são verdadeiros “elefantes brancos”, enfim: uma socialização dos prejuízos.

É claro que teremos um brutal crescimento do esporte de base. As Olimpíadas farão com que as crianças de todo o País se interessem cada vez mais pelos esportes, sonhando um dia também chegar ao pódio.

Mas, nos últimos dias, o noticiário esportivo e as redes sociais revelam dados sobre as dívidas que o Comitê Organizador deixou. Ficaram pendentes desde contas de energia elétrica até reembolso de ingressos. Há um jogo de empurra sobre de que é a responsabilidade.

O Parque Olímpico, por exemplo, está uma lástima, num abandono total. Precisa de mais dinheiro para ter utilidade, sentido. Só vi até hoje um evento ser realizado lá. O Exército é que ainda pode usar a estrutura para alguma coisa.

Sobre a Copa do Mundo, o triste é ver o estado em que se encontra a maioria dos estádios megalomaníacos e deficitários construídos. Sem falar nas obras inacabadas em alguns e na mobilidade urbana.

O resultado da arrogância e do afã politiqueiro dos governos envolvidos resultou num desperdício de dinheiro que agora faz falta em toda parte. Há estados quebrados, de pires na mão, porque não podem pagar nem os velhinhos aposentados.

Mas, nos esportes ficou lado bom. Ainda vamos capitalizar muita coisa boa. O futebol, por exemplo, continua uma paixão nacional. É que desde Pelé e Garrincha que ainda temos a reputação de potência nesse esporte. Resultado dos anos áureos da Seleção e depois dos times como Santos, Flamengos, São Paulo, Grêmio e Internacional nos mundiais.

Depois que ficamos tricampeões em 70 com a seleção houve uma febre atrás da bola por todo canto e a camisa desses clubes passou a ser a segunda pele de muito garoto e garota.

O outro legado será a questão educativa em relação ao meio ambiente. Ficou provado que o maior culpado pela poluição da Baía da Guanabara foi o homem, depois as autoridades que só pensam em votos, holofotes e não fazem as coisas corretamente.

Fazer a coisa certa não gera aplausos oportunistas e é iminência de desgaste agora. Portanto, nem sempre interessa. Lembre-se, foi só apanhar um pouco da mídia mundial que fecharam os despejos de dejetos e colocaram guardas cuidar dos mal educados que jogam lixo no mar. Pelo menos camuflaram o problema e a origem dele foi escancarada.

Os demais legados: o que ficou em obras, o aumento de turistas, a boa imagem passada e a capacidade do País de empreender, sempre é algo normal depois de toda Olimpíada.

Os críticos dizem que fizemos muito mal o dever de casa, quando a obrigação seria chegarmos quase que à perfeição.

Entre os legados negativos, poderemos destacar o aumento da corrupção, da propina e da quebradeira que a Copa do Mundo e as Olimpíadas nos deixaram. Ainda vamos perceber mais efeitos devastadores dos altos gastos necessários para eventos dessa envergadura. Entre os estádios construídos para a Copa, alguns são elefantes brancos, praças esportivas deficitárias com média de público inferior a que cinco mil expectadores por aí vai.

Estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul estão praticamente inviabilizados, financeiramente. Grande parte do déficit decorre dos gastos irresponsáveis da máquina pública, alguns deles com a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos.

Ganhamos a Copa do Mundo e as Olimpíadas numa época de falsa prosperidade dos últimos governos. Até dinheiro emprestávamos a companheiros lá de fora, nitidamente no afã de satisfação do ego, da propaganda ideológica e do projeto de poder. Agora, apesar de alguns dividendos, ficou uma pesada conta para ser socializada entre nós contribuintes.

Para nós, esses eventos não eram lá grandes prioridades. Mas, valeu porque mostramos as belezas do Brasil, descobrimos a força e a riqueza de nossa cultura popular e as chicotadas despertaram-nos para cuidar melhor do fundo do quintal.

Quanto aos protagonistas dos gramados, quadras, areias, ruas e águas, eles merecem o reconhecimento. Os atletas são a essência de qualquer esporte. Sem eles não haveria Jogos Olímpicos e campeonatos. As Olimpíadas elevaram nossa colocação anterior para o 13º lugar. Mas vamos de vagar na idolatria. Afinal, não fizeram mais do que a obrigação. O palco foi montado para o brilho deles. Agora ganharão muito por isso e até é legítimo. Deveremos dar alguns aplausos porque se defenderam com relativo brilho!

Eron J. Silva

 

 

eron

 


976 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-