Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
BRASIL MANTÉM MÉDIA ACIMA DE MIL ÓBITOS DIÁRIOS – OMS diz que América do Sul é novo epicentro do vírus e Brasil é o mais afetado.

BRASIL MANTÉM MÉDIA ACIMA DE MIL ÓBITOS DIÁRIOS – OMS diz que América do Sul é novo epicentro do vírus e Brasil é o mais afetado.

VEJA ADIANTE O BALANÇO DE HOJE. MINISTRO INTERINO VISITA ESTADOS PREOCUPADO SUPER LOTAÇÃO DE HOSPITAIS. Hoje: 26.754 mortos e 438.238 casos. 
INVERNO CHEGA PESADO NO SUL E NO CENTRO DO PAÍS – Geou forte na Serra Catarinense, Gaúcha e até no Sudeste do País.

INVERNO CHEGA PESADO NO SUL E NO CENTRO DO PAÍS – Geou forte na Serra Catarinense, Gaúcha e até no Sudeste do País.

SOL E CÉU CLAROS, MAS COM MUITO VENTO, APÓS A GEADA, TROUXERAM UMA SENSAÇÃO ATÉRMICA NEGATIVA EM 10 MUNICÍPIOS DAS
“NÃO PERGUNTE O QUE SEU PAÍS PODE FAZER POR VOCÊ, DIGA O QUE VOCÊ PODE FAZER POR ELE”/Kennedy – Então, palmas e ‘panelaços’ a médicos privados voluntários e a empresas que já estão contribuindo!
HÁ POLÍTICO BRASILEIRO, EM TODOS OS LADOS, PENSANDO QUE É DEUS E OUTROS QUE TEM CERTEZA QUE SÃO – Observe a vaidade de certos líderes e a arrogância de alguns  parlamentares.

HÁ POLÍTICO BRASILEIRO, EM TODOS OS LADOS, PENSANDO QUE É DEUS E OUTROS QUE TEM CERTEZA QUE SÃO – Observe a vaidade de certos líderes e a arrogância de alguns parlamentares.

SÃO COMO O REI SOL DA FRANÇA QUE NUTRIA ENORME INVEJA E CIÚMES DE QUEM FAZIA SUCESSO OU RECEBIA APLAUSOS
BEM HUMORADAS: FUTEBOL, PAIXÃO NACIONAL E “ÓPIO” DO POVO SOFRIDO – O esporte capaz de inspirar aplausos na mansão e festa na favela.

BEM HUMORADAS: FUTEBOL, PAIXÃO NACIONAL E “ÓPIO” DO POVO SOFRIDO – O esporte capaz de inspirar aplausos na mansão e festa na favela.

PARA OS BEM SITUADOS, CHANCE DE VISIBILIDADE; PARA ALGUNS INQUILINOS DO PODER, OPORTUNIDADE DE AGRADAR SÚDITOS; E PARA OS CARENTES
BRASIL JÁ NASCEU COM A CORRUPÇÃO – Depois da herança dos últimos governos, estamos enfrentando outra pandemia.

BRASIL JÁ NASCEU COM A CORRUPÇÃO – Depois da herança dos últimos governos, estamos enfrentando outra pandemia.

DOS TEMPOS DE PLATÃO AOS DO PESÃO CARIOCA, PASSAMOS DE CABRAL PORTUGUÊS A CABAL DO RJ A ATUAL PANDEMIA PARECE MAIS
USARAM JESUS DE FORMA IMPRÓPRIA, EM VÃO, E EM LUGAR INADEQUADO – No mínimo isso poderia acionar a lei do retorno como aviso (cheias e vírus).

USARAM JESUS DE FORMA IMPRÓPRIA, EM VÃO, E EM LUGAR INADEQUADO – No mínimo isso poderia acionar a lei do retorno como aviso (cheias e vírus).

O CARNAVAL NÃO DEVE SER O LUGAR IDEAL PARA PROTESTAR USANDO O NOME E A FIGURA DE DEUS. Coincidência ou não,
IMAGENS MÁGICAS DE SANTA CATARINA – A magia de Floripa, Balneário e Rio do Rastro.

IMAGENS MÁGICAS DE SANTA CATARINA – A magia de Floripa, Balneário e Rio do Rastro.

VEJA UM VÍDEO DE PARAR O FÔLEGO E FOTOS MUITO ESPECIAIS. Dentro da série Magias de Santa Catarina,  destacamos aqui: Florianópolis

O COMENTÁRIO DO ERON – PROJETO BEM SUCEDIDO DE AMPÉRE PARA EMPREGO


1
Esta postagem foi publicada em 24 de julho de 2017 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

1

3

Desde 1981 que sou Jornalista em Lages e Santa Catarina. Já cobri 21 campanhas eleitorais, entre municipais, estaduais e federais.

Em todas elas as propostas dos candidatos sempre reservaram generosos espaços para o desenvolvimento de Lages e  da Serra. Nossa região é considerada a última fronteira do desenvolvimento industrial de SC.

Então, é bonito pregar desenvolvimento para acelerar o passo e alcançar o estágio atual do Modelo Econômico Produtivo Catarinense.

Geralmente os políticos pensam em sair à procura de grandes indústrias para gerar emprego, trabalho, renda e riqueza. Objetivo: alavancar o desenvolvimento regional e queimar etapas em busca do tempo perdido.

Os candidatos a prefeito, por exemplo, são os primeiros a falar em novas indústrias. Mas sempre se esqueceram do básico: que a missão primeira da Prefeitura é se preocupar com a lição de casa, que deve se criar uma cultura para o empreendedorismo, implantar políticas de qualificação de mão de obra e apoiar as empresas que já existem. Só daí pensar em sair à procura de investidores.

Sugiro o modelo de Ampére/PR, um projeto vencedor, uma espécie de Revolução Industrial Contemporânea, que mudou tudo numa cidadezinha que estava deprimida, econômica e socialmente. Com um detalhe: não tinha nem cacoete para o empreendedorismo, tampouco vocação para a indústria.

O sucesso foi porque fizeram o que deve ser feito: oferecer apoio, primeiro, para a prata da casa; desenvolver políticas de qualificação de mão de obra, treinamento, empreendedorismo, envolvimento comunitário e pensamento grande.

Ampére saiu de uma cidade quebrada, para a de hoje que exporta para vários pontos do Planeta; emprega gente de todos os vizinhos, lá não existem mais pobres e o planejamento urbano é real: água tratada, pavimentação, saneamento básico e saúde. Resultado: seu IDH já deve estar beirando os melhores do Paraná.

A receita foi simples: no começo, a Prefeitura construiu os primeiros barracões, deu no sistema comodato e estimulou a parceria entre os empreendedores. Creio que as 10 maiores estimulem o surgimento de empresas satélites para produzir componentes. Não duvide se ainda não deem aval para quem estiver começando.

Estive lá há alguns anos, com uma delegação comandada pela AMPE – Associação das Micro e Pequenas Empresas, ACIL, UNIPLAC e SEBRAE. Um pequeno empresário, que hoje deve ser grande, contou que vendera sua moto para iniciar o negócio. Já na época, só o depósito de matéria prima dele, daria para adquirir mais de 100 motos novas.

Os donos da maior empresa de pias em inox, recém chegados dos Estados Unidos, brindaram nossa delegação com uma palestra sobre o que aprenderam por lá e no que isto iria influenciar na empresa e nos negócios no exterior.

Quer dizer: saímos de Lages e fomos a Ampére/PR, com menos de 20 mil habitantes, aprender a fazer a lição de casa e saber que, com o brutal avanço tecnológico de hoje, qualquer lugar pode ser o centro do mundo.

 


421 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-