Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
O JORNALISTA É UM TROPEIRO DA ERA DIGITAL – O original transportava cargas e agregava costumes. O comunicador transporta informação.

O JORNALISTA É UM TROPEIRO DA ERA DIGITAL – O original transportava cargas e agregava costumes. O comunicador transporta informação.

O PRIMEIRO USAVA O LOMBO DE MULAS E O ATUAL OS IMPULSOS ELETRÔNICOS - EDITORIAL - Um pedaço da história da formação
LEGADOS POSITIVOS DA PANDEMIA – Um deles: a descoberta do sofrimento nos lugares mais esquecidos.

LEGADOS POSITIVOS DA PANDEMIA – Um deles: a descoberta do sofrimento nos lugares mais esquecidos.

O DEPOIS DIFERENTE DA HUMANIDADE NOS SENTIMENTOS, NOS COSTUMES E NA SUA VISÃO DA VIDA.   O desafio da superação trará um
DEVEREMOS ENTRAR NAS ÚLTIMAS SEMANAS CRÍTICAS DA COVID E CURVA DEVE COMEÇAR A ACHATAR – País passa de 1,604 milhão de casos e de 65 mil óbitos.

DEVEREMOS ENTRAR NAS ÚLTIMAS SEMANAS CRÍTICAS DA COVID E CURVA DEVE COMEÇAR A ACHATAR – País passa de 1,604 milhão de casos e de 65 mil óbitos.

ENTÃO, OS PRÓXIMOS DOIS MESES SERÃO MUITO DIFÍCEIS, DIZEM INFECTOLOGISTAS. A QUEDA SÓ COMEÇAR EM SETEMBRO. Veja universos onde chegarão as
APÓS CICLONE BOMBA, VEIO GEADA E COMEÇOU A NEVAR NA SERRA CATARINENSE – Sul contabiliza os prejuízos de mais uma catástrofe. De hoje até segunda previsão é de mais frio e chuva.

APÓS CICLONE BOMBA, VEIO GEADA E COMEÇOU A NEVAR NA SERRA CATARINENSE – Sul contabiliza os prejuízos de mais uma catástrofe. De hoje até segunda previsão é de mais frio e chuva.

FOTOS DE URUPEMA: Marleno Muniz Farias. Segundo ele, ocorreu o fenômeno Sincelo, congelando até a névoa, no Moro das Torres. E a
CONGRESSO APROVA PRORROGAÇÃO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO – SAIBA AS NOVAS DATAS DEVIDO À PANDEMIA.

CONGRESSO APROVA PRORROGAÇÃO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO – SAIBA AS NOVAS DATAS DEVIDO À PANDEMIA.

SENADO E CÂMARA APROVAM O ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO. Sessão conjunta das duas Casas sanciona a matéria nesta quinta,
CORRIDA ARMAMENTISTA CONTRA O VÍRUS – Nova “Gerra Fria” entre superpotências será em busca de armas contra pandemias.

CORRIDA ARMAMENTISTA CONTRA O VÍRUS – Nova “Gerra Fria” entre superpotências será em busca de armas contra pandemias.

A DISPUTA PARA DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA, AGORA, SERÁ EM BUSCA DE UMA VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS. Já fomos à Lua e
VEJA AS CITAÇÕES QUE SE TORNARÃO IMORTAIS – Confira porque a humanidade será outra depois da pandemia.

VEJA AS CITAÇÕES QUE SE TORNARÃO IMORTAIS – Confira porque a humanidade será outra depois da pandemia.

DUAS SÃO DO SECRETÁRIO GERAL DA OMS E UMA É DE AUTOR DESCONHECIDO. PALAVRAS EMBLEMÁTICAS E QUE SE REVESTIRÃO DE
EXTRAÇÃO PREDATÓRIA DE FLORESTAS NO BRASIL É UM FATO – Mas em reservas indígenas é meia verdade dizer que só há invasões e roubo.

EXTRAÇÃO PREDATÓRIA DE FLORESTAS NO BRASIL É UM FATO – Mas em reservas indígenas é meia verdade dizer que só há invasões e roubo.

HÁ MUITA VISTA GROSSA À EXPLORAÇÃO CLANDESTINA. COMO PODE O CORTE DE MIL ÁRVORES NÃO TER SIDO VISTO. MUITA GENTE

O COMENTÁRIO DO ERON – porque perdermos a capital nacional do turismo rural?


Esta postagem foi publicada em 28 de julho de 2017 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

Andei analisando e tentando entender porque perdemos o título de Capital Nocional do Turismo Rural. Foi difícil encontrar alguma explicação. O mais provável deve ter siso a incompetência e a falta de visão: pensamento pequeno.

Ao entrevistar o Matias Liz dos Santos, profundo conhecedor do Turismo, comecei a entender um pouco as razões. É aquele negócio do cara que conseguiu clientes demais e acha que não precisa mais de propaganda.

Se estiver sobrando cientes não deixe se formar fila, contrate mais gente, amplie os espaços e atenda o pessoal. Custa caro trazer clientes para o estabelecimento. Fazer sucesso às vezes é fácil, manter-se nele é difícil.

No caso do Turismo Rural não deve ter sido só a falta de um atendimento mais profissional. O mais provável foi o descaso mesmo. Devem ter pensado pequeno, não apoiaram ações como as que o Matias Liz participava lá fora, falando do Turismo Rural da Festa do Pinhão. Negligenciaram e nem profissionalizaram o Trad.

Havia gente do setor que nem gostava de turistas. Empreendedores que chegaram a me dizer: não precisamos mais de divulgação, não conseguimos atender nem o que já temos. A ABRATUR morreu e o turismo se enfraqueceu.

Também deve ter faltado uma cultura voltada ao Turismo e entender que os lá de fora têm mais cacife para oferecer atendimento de Primeiro Mundo.

Não acredito que perdemos o título de Capital Nacional do Turismo Rural porque ela era falsa, Tabajara, inventada por nós mesmos, portanto, que não valia mais do que 1,99. Éramos a capital porque temos alguns diferenciais, entre eles, a Natureza, a Cultura e a História.

Eu temo que o próximo título a perdermos seja o da Festa Nacional do Pinhão. Já vi na TV uma festa do gênero na Grande São Paulo, onde não deve haver amais de 500 araucárias, que reuniu 500 mil pessoas. Garanto que vieram buscar pinhão aqui em Lages.

Nessa última Festa do Pinhão fui apanhar as credenciais dos dois repórteres que iriam cobrir a fasta aqui para o SITE. Só liberaram a minha, que entreguei a um deles. Disseram que a festa não precisava de mais de divulgação.

Fui lá apenas uma noite. Paguei o ingresso porque acho o correto. Continuem perdendo cabeças e parceiros e também o que já conquistamos e que nos é muito caro. Eron J Silva.

ERON

 


428 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-