Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE IMPORTÂNCIA DA ARAUCÁRIA – Uma fonte de renda, emprego e desenvolvimento social sem abdicar da sustentabilidade.

AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE IMPORTÂNCIA DA ARAUCÁRIA – Uma fonte de renda, emprego e desenvolvimento social sem abdicar da sustentabilidade.

O tema foi oportuno devido à importância do pinhão (semente da araucária ) como elemento essencial da maior festa cultural
HÁ UNIVERSIDADE QUE TEM ORÇAMENTO QUASE IGUAL AO DE UMA CAPITAL – Palmas para o jornalista que revelou isto.

HÁ UNIVERSIDADE QUE TEM ORÇAMENTO QUASE IGUAL AO DE UMA CAPITAL – Palmas para o jornalista que revelou isto.

Florianópolis tem 480 mil habitantes e um orçamento de R$ 2,1 bilhões; a UFSC tem 70 mil pessoas envolvidas e
SABORES DA SERRA CATARINENSE/SC – O Entrevero: prato simples, mas com sabor sofisticado.

SABORES DA SERRA CATARINENSE/SC – O Entrevero: prato simples, mas com sabor sofisticado.

No "esquenta" das reportagens que o Portal prepara sobre a Festa do Pinhão que vem ai, vamos ao prato que
FRIO PODE TRAZER NEVE NO FIM DE SEMANA EM SC – Fenômeno deve até fechar estradas e há risco de mais chuvas e tornado.

FRIO PODE TRAZER NEVE NO FIM DE SEMANA EM SC – Fenômeno deve até fechar estradas e há risco de mais chuvas e tornado.

Modelos de números meteorológicos preveem Neve Joaquina ainda este mês e ocorrência de fortes geadas. Desta vez não será a Neve
O BRASIL É UMA TAÇA COM 2/3 CHEIOS; MAS SÓ FALAMOS DO 1/3 VAZIO – Até parece que não acontece nada que seja sucesso!

O BRASIL É UMA TAÇA COM 2/3 CHEIOS; MAS SÓ FALAMOS DO 1/3 VAZIO – Até parece que não acontece nada que seja sucesso!

Não dá mais nem para ver notícia porque só se potencializa o que deu errado. As pessoas já saem de
SEM BASE PARLAMENTAR GOVERNO SÓ VAI ENXUGAR GELO – O Sistema é o Presidencialismo que na verdade é um Parlamentarismo disfarçado.

SEM BASE PARLAMENTAR GOVERNO SÓ VAI ENXUGAR GELO – O Sistema é o Presidencialismo que na verdade é um Parlamentarismo disfarçado.

Para fazer passar reformas o governo precisa de votos. Quem grita é a oposição, o Governo vota. O Brasil pensa que inventou
A PÁGINA DA FOREVER ÁGUIAS SERRANAS (NÚCLEO LAGES) – Empreendedores em fase de treinamento e qualificação profissional.

A PÁGINA DA FOREVER ÁGUIAS SERRANAS (NÚCLEO LAGES) – Empreendedores em fase de treinamento e qualificação profissional.

Já estamos na etapa dos treinamentos. Nesta semana formamos a primeira turma profissional em limpeza de pele. Nesta semana o Sistema
REFLEXÃO HISTÓRICA SOBRE O PODER CENTRAL NO BRASIL – Seus altos e baixos de Vargas aos dias atuais.

REFLEXÃO HISTÓRICA SOBRE O PODER CENTRAL NO BRASIL – Seus altos e baixos de Vargas aos dias atuais.

De Vargas até os dias de hoje, uns grupos promoveram saltos no Brasil e outros desperdiçaram os avanços e saíram

NOVO ESTILO DE ADMINISTRAR – Gerenciar onde os problemas acontecem


d4d49c92b89e3e85748711b95f2149cdMutir_eoemergencialdeservi_Cosatendechamadosdacomunidadeemdias_OteisefinaisdesemanaCaroba6
Esta postagem foi publicada em 5 de março de 2018 Notícias em Destaques Slide Topo.

Quando assumiu a Prefeitura o prefeito Antônio Ceron inaugurou um jeito novo de administrar: presente onde as coisas acontecem. Gerenciar presente onde os problemas existem. Foi assim na Saúde, na vida das família com a criação da Secretaria da Mulher, mas, principalmente nas obras. Só lançou editais com a máquinas roncando.

Esse é o modelo de gerenciar os problemas onde eles acontecem. Não é tão novo assim, mas é sempre atual. Os consultores do Sebrae já pregavam isso há 20 anos. Vi o filme O Efeito GOYA, que ensina muito bem como fazer isso.  Estar in loco e definindo prioridades é mais seguro. Os primeiros passos de Ceron n esse sentido foram na Saúde e depois, também com ênfase, nas obras.

Agora esse novo estilo também ocorre nas obras de conservação. Num município com quase três mil km2 não é fácil manter os diversos serviços em dia. Há que haver prioridades e otimização no uso de máquinas, equipamentos, humanos e financeiros. Na última sexta-feira, acompanhou pessoalmente o início das obras de melhorias nos bairros. O começo foi no Santa Cândida e no Caroba.

Segundo o Secretário Claiton Bortoluzzi, centenas de pedidos já chegaram diariamente à Secretaria de Planejamento e Obras. E das mais variadas formas. Telefonemas de cidadãos, comunicados de associações de moradores, vereadores e meios de comunicação.

 

ANEXO

Veja mais detalhes no anexo a seguir.

Conforme a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, no  total, as milhares de reivindicações permeiam as necessidades básicas de mobilidade do morador de Lages: cascalhamento, patrolamento e alargamento de ruas de chão batido; operações tapa-buraco; desobstrução de bocas de lobo, bueiros e córregos; conservação de canaletas; manutenção em calçadas, ruas de paralelepípedo e de lajotas; implantação de muros de contenção em margens de rios; manutenção em pontes de madeira; construção de caixas de boca de lobo de concreto; colocação de tubulação e galerias; pavimentação, e implantação de lombadas físicas de trânsito, entre tantas outras atividades, executadas dia à dia, interrompidas somente quando há chuva intensa.

E como uma verdadeira máquina de serviços públicos por toda a cidade, a prefeitura despende de maquinário e operários para correr e alcançar a efetividade do tempo-resposta às reivindicações da população. Em uma cidade com extensão territorial tão grande, no total de 2.629,7 quilômetros quadrados, com 74 bairros e loteamentos, além de dezenas de comunidades rurais, não é possível atender a todos os 153,937 mil habitantes da área urbana simultaneamente. Portanto, os pedidos mais urgentes têm preferência e secretarias distintas se unem para agilizar o retorno satisfatório à comunidade. Os trabalhos das equipes são diariamente supervisionados pelos coordenadores diretos e pelo secretário de Obras, Claiton Bortoluzzi.

No Santa Cândida

Duas obras executadas em caráter emergencial foram acompanhadas de perto pelo prefeito Antonio Ceron na manhã desta sexta-feira (2 de março). “A determinação é de agilidade máxima no atendimento emergencial. Este é um modelo que funciona bem em Criciúma e adotamos em Lages para corresponder aos anseios da comunidade, que precisa todos os dias se deslocar de casa para o trabalho, para a escola ou faculdade. Centenas de casos já foram resolvidos e devemos evitar que um pedido fique dois, três meses na espera. Já recebi ligações de pessoas agradecendo pela melhoria. Houve aprovação e nossa intenção é que sejam ações contínuas. A prefeitura faz parte da comunidade e todos nós trabalhamos para Lages”, justifica o prefeito Ceron.

No bairro Santa Cândida estão em andamento as melhorias de cascalhamento, patrolamento, nivelação e alargamento de ruas de terra, manutenção em canaletas laterais para escoamento pluvial e tubulação, a exemplo das ruas Carlos Celso Benthien e Ataliba Xavier de Ataide. A coordenação é do servidor Onivaldo Souza. Somente nestas duas a operação contemplará em torno de 300 metros. Neste caso, maquinário próprio da prefeitura atua para tornar a rua com melhor trafegabilidade aos moradores.

As máquinas utilizadas são: motoniveladora (patrola), rolo compactador e quatro caminhões basculantes (caçambas), com nove operários. Iniciaram os trabalhos nesta sexta e devem se estender por mais alguns dias. “Já é uma rotina nossa desde o ano passado, muitas vezes fora do expediente, para concentrar mais equipes em um mesmo bairro. Obviamente que em um ou dois dias não se resolvem todos os problemas, mas procuramos atenuar boa parte deles de forma urgente. Nos bairros onde não há rede de esgoto, os moradores deveriam ter fossa e filtro, mas muitos jogam os resíduos de esgoto direto na rua, entupindo as caixas de drenagem, acarretando nesta grande demanda. Este é o nosso alerta. A Semasa é nossa parceria na resolução de casos”, explica o secretário Bortoluzzi.

No Caroba

Enquanto isto, ao mesmo tempo, em um ponto oposto, no bairro Caroba, onde existem, diversos acessos à chácaras, equipes da Secretaria de Agricultura e Pesca, normalmente dedicadas à malha viária rural, onde vivem 2.790 pessoas, estão empenhadas nas atividades de remoção de buracos e outros defeitos da pista de chão batido, além de patrolamento, cascalhamento, drenagem de bueiros, abertura de valas e colocação de tubos. A rua da Verdura é uma das que estão recebendo manutenção. O secretário de Agricultura, Osvaldo Uncini, vistoriou os trabalhos, desenvolvidos por duas patrolas, duas retroescavadeiras, um rolo e quatro caçambas. Os dez servidores estenderão o serviço neste sábado (3) para adiantar a solução aos moradores. Na próxima semana as atividades serão retomadas no interior, com atenção, conforme planejamento, às localidades Rancho de Tábuas e Cadeados, com manutenção das estradas e das canaletas por onde escorre a água da chuva.

O empresário agricultor Cleber Medeiros mora no bairro São Cristóvão, mas é no Caroba que ele vê seus investimentos crescerem, com a lavoura de 12 hectares que deve gerar 150 toneladas de abóbora. “Foi uma surpresa chegar aqui e encontrar as máquinas trabalhando com grande mobilização. Fico bem contente. Aproveitei e pedi para darem uma ‘olhada’ na estrada do pontilhão e na outra que vai para a lavoura. Para mim, empresário da agricultura, vai ajudar muito na retirada da safra”, comemora.

O vice-prefeito, Juliano Polese e o deputado estadual, Gabriel Ribeiro, também visitaram as obras de melhorias.

Compromisso dividido com a população

O prefeito lembra que a compreensão e a contribuição da comunidade são fundamentais para Lages obter maior qualidade em sua malha urbana. O Programa de Pavimentação Solidária, desenvolvido pela prefeitura, consiste dos projetos Pavilages e Minha Rua. Ambos têm como característica investimentos públicos e privados, conjuntamente, visando à urbanização de ruas sem pavimentação. Pelo Pavilages os proprietários de imóveis e moradores podem negociar com a construtora o pagamento das obras de pavimentação.

Já o Minha Rua prevê negociação direta com a prefeitura. Neste caso o pagamento poderá ser feito em mais de 20 parcelas. Para que o projeto de pavimentação de uma rua seja aprovado é necessário o aval de pelo menos 80% dos moradores (proprietários dos imóveis). “Ano passado lançamos o Programa Minha Rua, em que o investimento na pavimentação da rua é dividido entre o morador, os vizinhos laterais e a prefeitura. Com isso todos ganham, pois o Poder Público não consegue fazer tudo isoladamente. Temos 800 quilômetros de vias urbanas e dois terços das ruas de Lages ainda são de terra. É crucial que a comunidade colabore para que avancemos”, pondera, reiterando a missão de a prefeitura asfaltar 76 ruas do itinerário do transporte coletivo. Em 2017 foi executada a pavimentação de mais de 20 ruas.

Na área rural as notícias são boas. “O interior não é problema, é solução com o agronegócio. O Governo do Estado fez um aporte significativo, que chegará num total de R$ 10 milhões, para a revitalização das estradas rurais. A revitalização já foi feita em dois terços das vias do interior. Peço encarecidamente aos empresários que, nos dias de chuva, evitem que os caminhões trafeguem, danificando as estradas.”

Para a próxima semana, o prefeito Ceron programa uma visita às estradas de Morrinhos, Cajuru, São Jorge, regiões da Coxilha Rica.

 

 


67 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-