Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
INVERNO CHEGA PESADO NO SUL E NO CENTRO DO PAÍS – Geou forte na Serra Catarinense, Gaúcha e até no Sudeste do País.

INVERNO CHEGA PESADO NO SUL E NO CENTRO DO PAÍS – Geou forte na Serra Catarinense, Gaúcha e até no Sudeste do País.

SOL E CÉU CLAROS, MAS COM MUITO VENTO, APÓS A GEADA, TROUXERAM UMA SENSAÇÃO ATÉRMICA NEGATIVA EM 10 MUNICÍPIOS DAS
BRASIL MANTÉM MÉDIA ACIMA DE MIL ÓBITOS DIÁRIOS – OMS diz que América do Sul é novo epicentro do vírus e Brasil é o mais afetado.

BRASIL MANTÉM MÉDIA ACIMA DE MIL ÓBITOS DIÁRIOS – OMS diz que América do Sul é novo epicentro do vírus e Brasil é o mais afetado.

VEJA ADIANTE O BALANÇO DE HOJE. MINISTRO INTERINO VISITA ESTADOS PREOCUPADO SUPER LOTAÇÃO DE HOSPITAIS. Hoje: 27.878 mortos e 465.000  casos. 
O DESAFIO DA RECUPERAÇÃO DO PAÍS APÓS A PANDEMIA – Infraestrutura, recuperação de empresas e competitividade.

O DESAFIO DA RECUPERAÇÃO DO PAÍS APÓS A PANDEMIA – Infraestrutura, recuperação de empresas e competitividade.

APÓS VENCIDA A BATALHA PELA VIDA E AS REFORMAS, VEM A BUSCA DA CONFIANÇA DE INVESTIDORES INTERNACIONAIS PARA RECUPERAÇÃO DA
“NÃO PERGUNTE O QUE SEU PAÍS PODE FAZER POR VOCÊ, DIGA O QUE VOCÊ PODE FAZER POR ELE”/Kennedy – Então, palmas e ‘panelaços’ a médicos privados voluntários e a empresas que já estão contribuindo!
HÁ POLÍTICO BRASILEIRO, EM TODOS OS LADOS, PENSANDO QUE É DEUS E OUTROS QUE TEM CERTEZA QUE SÃO – Observe a vaidade de certos líderes e a arrogância de alguns  parlamentares.

HÁ POLÍTICO BRASILEIRO, EM TODOS OS LADOS, PENSANDO QUE É DEUS E OUTROS QUE TEM CERTEZA QUE SÃO – Observe a vaidade de certos líderes e a arrogância de alguns parlamentares.

SÃO COMO O REI SOL DA FRANÇA QUE NUTRIA ENORME INVEJA E CIÚMES DE QUEM FAZIA SUCESSO OU RECEBIA APLAUSOS
BEM HUMORADAS: FUTEBOL, PAIXÃO NACIONAL E “ÓPIO” DO POVO SOFRIDO – O esporte capaz de inspirar aplausos na mansão e festa na favela.

BEM HUMORADAS: FUTEBOL, PAIXÃO NACIONAL E “ÓPIO” DO POVO SOFRIDO – O esporte capaz de inspirar aplausos na mansão e festa na favela.

PARA OS BEM SITUADOS, CHANCE DE VISIBILIDADE; PARA ALGUNS INQUILINOS DO PODER, OPORTUNIDADE DE AGRADAR SÚDITOS; E PARA OS CARENTES
BRASIL JÁ NASCEU COM A CORRUPÇÃO – Depois da herança dos últimos governos, estamos enfrentando outra pandemia.

BRASIL JÁ NASCEU COM A CORRUPÇÃO – Depois da herança dos últimos governos, estamos enfrentando outra pandemia.

DOS TEMPOS DE PLATÃO AOS DO PESÃO CARIOCA, PASSAMOS DE CABRAL PORTUGUÊS A CABAL DO RJ A ATUAL PANDEMIA PARECE MAIS
USARAM JESUS DE FORMA IMPRÓPRIA, EM VÃO, E EM LUGAR INADEQUADO – No mínimo isso poderia acionar a lei do retorno como aviso (cheias e vírus).

USARAM JESUS DE FORMA IMPRÓPRIA, EM VÃO, E EM LUGAR INADEQUADO – No mínimo isso poderia acionar a lei do retorno como aviso (cheias e vírus).

O CARNAVAL NÃO DEVE SER O LUGAR IDEAL PARA PROTESTAR USANDO O NOME E A FIGURA DE DEUS. Coincidência ou não,

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS DE 2018 FOI APROVADA PELO CONGRESSO


1722220
Esta postagem foi publicada em 18 de julho de 2017 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

A proposta que estabelece as prioridades e metas orçamentárias do governo para o ano que vem foi aprovada. Após concluir a votação dos vetos presidenciais, na noite desta quinta-feira, 13 de julho, deputados e senadores validaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018.

O texto, que segue para sanção presidencial, mantém a meta fiscal proposta pelo governo e prevê para 2018 deficit primário de R$ 131,3 bilhões para o conjunto do setor público consolidado – que engloba o governo federal, os estados, municípios e as empresas estatais.

A LDO define as metas e prioridades do governo para o ano seguinte, orienta a elaboração da lei orçamentária anual e fixa limites para os orçamentos dos poderes Legislativo e Judiciário e do Ministério Público. É a primeira LDO a entrar em vigor após aprovação da Emenda Constitucional do Teto de Gastos Públicos, que atrela os gastos à inflação do ano anterior, por um período de 20 anos.

O texto prevê o aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 e aumenta a meta de déficit primário (Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União) do governo federal para o ano que vem, de R$ 79 bilhões para R$ 129 bilhões. Estatais federais terão como meta o deficit de R$ 3,5 bilhões – nos Estados e Municípios, a projeção é de superavit de R$ 1,2 bilhão. Os números não consideram uma eventual aprovação da reforma da Previdência.

Impacto do mínimo dos Municípios
Antes da aprovação da proposta, Confederação Nacional de Municípios (CNM) fez um levantamento e calculou o impacto do salário mínimo nas contas municipais. Analisando-se o período entre 2003 a 2015, o reajuste do mínimo já acumula impacto de R$ 25,407 bilhões na folha municipal. Com o aumento do salário previsto no PLDO 2018, o impacto nas folhas de pagamento municipais pode atingir R$ 39, 948 bilhões até 2020.

A CNM lembra que os Municípios têm mais de seis milhões de funcionários com remuneração vinculada ao salário mínimo, representando o maior empregador do Brasil. Para a entidade, apesar de a política de valorização do salário mínimo ser positiva à população e ao conjunto da economia, causa problemas de caixa às prefeituras. Isso porque pressiona as folhas de pagamento, principalmente em regiões do país em que os Municípios possuem baixa arrecadação e a maior parte dos funcionários é paga pelo piso nacional.

Selic
A LDO prevê ainda, para o ano que vem, crescimento real da economia brasileira de 2,5%, taxa básica de juros (Selic) em 9%, Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 4,5% no ano e dólar a R$ 3,40 no fim do período.

Caso os números apresentados pelo governo na PLO se confirmarem, o ano de 2018 será o quinto consecutivo de deficit primário. Os saldos negativos contribuem para o crescimento da dívida do governo.

Com a aprovação da LDO, o Congresso pode entrar em recesso, que começa no dia 18 e vai até 31 de julho. É a primeira vez em três anos que os parlamentares aprovam a Lei de Diretrizes Orçamentária no primeiro semestre.

Agência CNM, com informações da Agência Brasil 


424 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-