CONFIRMADA PEC PARALELA – AGORA GOVERNADORES PODEM FAZER SUA PARTE – Devem demonstrar força junto a suas bancadas e ajudar na PEC de inclusão de estados e municípios.

CONFIRMADA PEC PARALELA – AGORA GOVERNADORES PODEM FAZER SUA PARTE – Devem demonstrar força junto a suas bancadas e ajudar na PEC de inclusão de estados e municípios.

ELES FICARAM EM CIMA DO MURO E NÃO SE EMPENHARAM NAS VOTAÇÕES DA PREVIDÊNCIA NA CÂMARA AGORA O SENADO FAZ PEC PARALELA PARA PREVIDÊNCIA DE ESTADOS E MUNICÍPIOS.

Os governadores agora apodem demonstrar força junto a sus bancadas na pela inclusão da PEC paralela de estados e municípios editada pelo  Senado. Ficaram sobre o muro no 1º turno porque imaginavam que a Câmara derrubaria a PEC da Previdência já na CCJ.

………………………………

VAMOS RECORDAR?

 

EDITORIAL

O que se percebeu nas votações da PEC da Previdência na Câmara foi que a maioria dos governadores teve medo de se expor e só ficou na torcida, lá de longe.

Deixamos bem claro que aqui não estamos defendendo, nem Executivo nem Legislativo. Nosso partido é o Brasil.

ENTÃO, VAMOS AO ASSUNTO:

Temendo “a voz rouca das ruas”, ano que vem, a maioria esmagadora do governadores perdeu a chance de ajudar o Brasil e a si mesmo. Até emitiram uma carta, que só complicou ainda mais as composições para as votações da Reforma, e aí cruzaram os braços.

Pouco ou quase nada fizeram pela manutenção de Estado e Municípios na PEC da Reforma da Previdência. Justiça seja feita, porém, a Dória (SP) e Zema (MG).

Pior foi que esse não foi só mais um tiro n`água. Foi um tiro no pé.

Mas nada está perdido para eles. Ainda há tempo! É só mostrar força no 2º turno da votação do relatório. Também durante a tramitação no Senado.

O fato mais triste e decepcionante foi que a maioria, especialmente os chamados fenômenos de votos {que surfaram na onda verde e amarela} e os da oposição, deram mais um atestado de mediocridade e de que são uns fracos e oportunistas.

O líder, antes de tudo, precisa entender que a estratégia vale mais que ação. Entender que às vezes é preciso ousar e ter coragem, custe o que custar.

O líder deve ter posição. Não pode ficar em cima do muro.

Mas não está tudo perdido! Agora os governadores podem correr atrás do prejuízo: correr por fora, junto com a PEC Paralela da inclusão de Estados e Municípios na Reforma da Previdência.

Por fim, todos precisamos aprender que de nada adianta chorar o leite derramado e a oportunidade perdida. Agora o negócio é ir à luta.

ERON PORTAL

Onde controla assessorias.

Texto: Eron J Silva.