Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
A OPOSIÇÃO É LEGITIMA E NECESSÁRIA, MAS A OPOSIÇÃO GRITA E O GOVERNO VOTA  – Tão nobre quanto ser Governo é ser Oposição numa Democracia.

A OPOSIÇÃO É LEGITIMA E NECESSÁRIA, MAS A OPOSIÇÃO GRITA E O GOVERNO VOTA – Tão nobre quanto ser Governo é ser Oposição numa Democracia.

SÓ NAS DITADURAS E NOS GOVERNOS AUTOCRÁTICOS É QUE NÃO EXISTE CONTRÁRIOS. MAS É PRECISO JUÍZO PERFEITO E EQUILÍBRIO. OPINIÃO DO SITE NOSSA
CÂMARA E GOVERNO MOSTRAM SERVIÇO E BOM SENSO: 48 A 18 NA CCJ – Dada a largada na luta pelas reformas.

CÂMARA E GOVERNO MOSTRAM SERVIÇO E BOM SENSO: 48 A 18 NA CCJ – Dada a largada na luta pelas reformas.

QUEM É NOVO (O GOVERNO) SEMPRE APRENDE. PREVALECEU O JUÍZO PERFEITO NA CÂMARA. MESMO DEBAIXO DE GRITOS LEGÍTIMOS DA OPOSIÇÃO
GOVERNADORES FENÔMENOS DE VOTOS AINDA SEM NADA DE EXTRAORDINÁRIOS – O de SC acaba de propor redução de recursos da Universidade.

GOVERNADORES FENÔMENOS DE VOTOS AINDA SEM NADA DE EXTRAORDINÁRIOS – O de SC acaba de propor redução de recursos da Universidade.

EM SC E APÓS VACILAR QUANTO AO CORTE DE SUBSÍDIO AO MODELO ECONÔMICO, AGORA GOVERNO PROPÕE REDUÇÃO NO REPASSE À
A TRADIÇÃO DO JORNAL IMPRESSO VIVE – Mas seus editores se esmeram na criatividade para se manter em pé.

A TRADIÇÃO DO JORNAL IMPRESSO VIVE – Mas seus editores se esmeram na criatividade para se manter em pé.

  COM O ESPAÇO CADA VEZ MAIS PULVERIZADO, ASSUNTOS MAIS POPULARES SALVAM O VEÍCULO FÍSICO. Para vender suas reportagens, editorias se esmeram
UTILIDADE PÚBLICA: A PÁGINA DE BOM RETIRO – Na próxima quinta, 25, será lançada em Lages a Festa Estadual do Churrasco.

UTILIDADE PÚBLICA: A PÁGINA DE BOM RETIRO – Na próxima quinta, 25, será lançada em Lages a Festa Estadual do Churrasco.

O LANÇAMENTO É DESTINADO À IMPRENSA, AUTORIDADES E A QUEM FAZ A OPINIÃO: NO LAGES GARDEN SHOPPING, ÀS 19 H. Rainha e
O EDITORIAL E OS DESAFIOS DAS REFORMAS – Elas vão mexer com interesses, com privilégios e com aqueles que usam inocentes úteis em benefício próprio.

O EDITORIAL E OS DESAFIOS DAS REFORMAS – Elas vão mexer com interesses, com privilégios e com aqueles que usam inocentes úteis em benefício próprio.

OS PRÓXIMOS MESES JÁ VÃO MOSTRAR ISSO COM A VOTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Não temos procuração e nem contrato para
OPORTUNIDADES VF, A MODA EM CALÇADOS – Veja as ofertas que estão a sua espera na VF!

OPORTUNIDADES VF, A MODA EM CALÇADOS – Veja as ofertas que estão a sua espera na VF!

Acesse o site da VF calçados http://www.lojasvf.com.br https://www.facebook.com/profile.php?id=100029878503948 FAÇA JÁ SUAS COMPRAS PARA A PÁSCOA E DIA DAS MÃES. SALDÃO EM OFERTA.     " #LojasVF
BREGA OU O LEGÍTIMO INTELIGENTE POPULAR? – Parece que intelectuais do ócio é que tem inveja de quem faz sucesso.

BREGA OU O LEGÍTIMO INTELIGENTE POPULAR? – Parece que intelectuais do ócio é que tem inveja de quem faz sucesso.

ATÉ FALAR EM DOR DE CORNO TEM SEU VALOR. MAS É AQUELA MANIA DE ROTULAR AS PESSOAS QUE CAEM NAS

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS – O Brasil que nós aqui do Portal não queremos


bandeira-do-brasil-180m-x-090cm-em-helanca-copa-2018-D_NQ_NP_885021-MLB20692156739_042016-F
Esta postagem foi publicada em 17 de abril de 2018 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo.

O Brasil que nós aqui do Portal não queremos vamos dizer lá pelo meio deste artigo.

Já o Brasil e o presidente que nós daqui do Portal queremos deve ser o mesmo dos sonhos de muitos brasileiros.

Antes de mais nada queremos deixar bem claro que não temos procuração para defender o atual Governo Federal;  não temos qualquer contrato de prestação de serviço com algum setor dele; não temos identidade ideológica com nenhum dos partidos que o apoiam; tampouco somos filiados a qualquer partido político.

Portanto. esta é uma análise dentro do espírito jornalístico, acreditando que esteja revestida da extrema verdade e que não irá, jamais, ferir a lei ou atingir a imagem de quem quer que seja. Não é opinião pessoal, é a análise pura e simples dos fatos. O que nos Interessa é manter a credibilidade frente ao leitor de eronportal.com.br .

Para fundamentar o que vamos dizer logo adiante, precisamos falar dos números da atual administração federal. Senão vejamos: o Governo Temer pegou o País com um rombo de R$ 171 bilhões. Uma Previdência com um déficit progressivo. Uma dívida pública de mais de 3,3 trilhões, com um deficit de 14% ao ano. E na corrupção estouram escândalos quase toda dia.

Quer dizer: sem querer jogar confete ou ser um defensor gratuito, o fato é que a inflação e os juros caem, o PIB cresce, a arrecadação só aumenta, o emprego começa a aparecer, já foi aprovado o teto de gastos e encaminhadas as privatizações. Só não foi feita a reforma da Previdência por detalhes ou por acidentes de percurso.

No combate à violência, foi ágil, acertou em cheio ao intervir no Rio de Janeiro e ao criar o Ministério da Segurança. Fatos novos dão sensação de bem estar e esperança. Não havia mais como aceitar a morte de um policial e dois o três bandidos por dia só no Rio de Janeiro.

Agora mesmo houve a reforma ministerial devido às desincompatibilizações e o País não parou. Cremos que o maior ganho do atual governo, até hoje, foi que a economia se desvinculou das crises política, moral e econômica. Até nem parece que é preciso existir governos.

REFLEXÃO DO QUADRO PRÉ-TEMER

Do Governo FHC até o de Dilma, foram quase 13 anos de queima de gorduras, desperdício em aventuras e de falsa prosperidade. Implantaram a fantasia do “tudo de graça”; iludiram os os pobres com a falsa potência emergente; e capricharam nas obras mal feitas e superfaturadas. Sem falar na cultura da corrupção que já era sistêmica na estrutura pública.

Na Educação, houve avanços. Mas fizeram modificações nos métodos, conteúdos e na filosofia. Criaram escocas técnicas federais e estimulara a criação de universidades e o acesso fácil a esses bancos, o que foi positivo. Mas faltou valorização no recheio. Aí veio a evasão escolar.

Na Saúde houve coisas boas. O mais médicos e os medicamentos gratuitos, por exemplo. Mas não definiram a fonte dos recurso para o atendimento, exames, programas de remédios gratuitos e assistência médica. Uma das consequências foi o rombo e a falência dos programas.

Voltando ao ensino, lá foi onde houve o maior desastre. Apesar dos investimentos em paredes e em filosofias, a qualidade é lá embaixo. Até o tal de avanço progressivo faz passar alunos que não sabem nada. Mas isso vem desde a Constituição/88. Há um excesso de direitos de alunos e pais. Ninguém pode reprovar e a autoridade foi para o espaço. Resultado: a violência campeia nas escolas, contra diretores, professores  e contra quem ousar interferir. Daqui um pouco vamos ver as consequências disso. Uma delas deverá ser uma geração de analfabetos crescendo por aí.

Na habitação fizeram muito com o “Minha Casa, Minha Vida”. Mas, também ficou a desejar na qualidade. Na infra estrutura nem se fala. O PAC fracassou ou não se fala mais nele por questão de política de governo ou porque o dinheiro acabou.

A logística é péssima e o Custo Brasil é o maior do mundo no gênero. Nas obras, é chover no molhado dizer que a propina e o superfaturamento custaram quase um terço dos gastos e deram talvez um pouco mais de um terço de resultados. Tanto que se o Brasil crescer mais de 3% este ano teremos problemas de logística.

Na Economia, mais um desastre se comprovou. O atual governo está conseguindo fazer a travessia, mas o que acontecerá no ano que vem ninguém sabe. O próximo presidente vai ter de fazer coisas de saudosos ilustres se remexerem no túmulo. De a esquerda ficar perplexa e a direita irritada, acusado-o de plágio…

ALGUMAS LOUCURAS: Seguraram o reajuste da energia, quebraram a Eeletrobrás e colocaram as estatais do setor em dificuldade. Seguraram o reajuste dos combustíveis e criaram um brutal prejuízo na Petrobrás. Mal acostumaram a pobreza a esperar pela pão e circo e que agora está cada vez mais revoltada. Foi o estimulo à acomodação e para não dizer, à vadiagem. Esses foram alguns resultados dos governos populistas que prometem o milagre da vida fácil, onde não é preciso nem trabalhar.

Esses governos duram atá a acabar o dinheiro alheio. Depois tentam socializar o prejuízo. São os governos paternalistas, de uma economia irresponsável e irreal, que premia a incompetência, a inoperância, a má-qualidade em tudo e o vício da dilapidação do patrimônio Público.

Esse é o Brasil que nós aqui do eronportal.com.br não queremos.

 

 

 

 

 

 

 

 


80 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-