Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
ESPAÇO DA CHERRY BELEZA ESTÉTICA – O trabalho diferenciado em seu cabelo que vai destacar você na multidão.

ESPAÇO DA CHERRY BELEZA ESTÉTICA – O trabalho diferenciado em seu cabelo que vai destacar você na multidão.

HOJE QUALQUER LUGAR PODE SER O CENTO DO MUNDO E O CENTO EM SOLUÇÕES CRIATIVAS É A CHERRY BELEZA ESTÉTICA. Whats
VEREADOR É UM EMPRESÁRIO QUE DÁ EXEMPLO DE COMO CUIDAR DO MEIO AMBIENTE – Produz carvão de forma ecologicamente correta.

VEREADOR É UM EMPRESÁRIO QUE DÁ EXEMPLO DE COMO CUIDAR DO MEIO AMBIENTE – Produz carvão de forma ecologicamente correta.

Bugre deixou o mato, veio para a cidade grande em busca de oportunidade, virou empresário e agora também é vereador. O
TOMARA QUE ISRAEL VENHA MESMO TRANSFORMAR O NORDESTE NUM PARAÍSO – Esse pedaço do Brasil sempre esbarrou nas limitações impostas pela seca.

TOMARA QUE ISRAEL VENHA MESMO TRANSFORMAR O NORDESTE NUM PARAÍSO – Esse pedaço do Brasil sempre esbarrou nas limitações impostas pela seca.

MAS EXISTEM TÉCNICAS ATÉ ANTIGAS QUE TRANSFORMAM ÁGUA SALOBRA DO SUBSOLO E ATÉ DO MAR EM ÁGUA PARA O CONSUMO
TEMPORAL SACUDIU A CIDADE DE CRICIÚMA/SUL DE SC – Foi uma chuva histórica, nunca vista antes.

TEMPORAL SACUDIU A CIDADE DE CRICIÚMA/SUL DE SC – Foi uma chuva histórica, nunca vista antes.

No começo da noite desta terça, 15, vários pontos da cidade ficaram inundados. Calhas das casas não deram vazão à
SISTEMA FOREVER ÁGUIAS BRASIL DE CRICIÚMA – Uma noite de apresentação de oportunidades

SISTEMA FOREVER ÁGUIAS BRASIL DE CRICIÚMA – Uma noite de apresentação de oportunidades

Nesta segunda-feira, 14, às 19 h, mais um evento de sucesso do Águias Brasil: a apresentação de oportunidade (AO). Uma noite
NOVO TIME ADMINISTRARÁ A CÂMARA EM 2019/2020 – O presidente Vone tem forte retaguarda na nova Mesa Diretora.

NOVO TIME ADMINISTRARÁ A CÂMARA EM 2019/2020 – O presidente Vone tem forte retaguarda na nova Mesa Diretora.

David Moro (MDB) ocupa o cargo mais influente, após o presidente (1º secretário); seu substituto imediado é Bruno Hartmann (PSDB),
INDÚSTRIA DA CRIATIVIDADE SALVA EXCLUÍDOS PELO ROBÔ – É a vez da sensibilidade como meio de sobrevivência.

INDÚSTRIA DA CRIATIVIDADE SALVA EXCLUÍDOS PELO ROBÔ – É a vez da sensibilidade como meio de sobrevivência.

Começou na Oceania e logo o Reino unido a adotou como forma de dar trabalho para milhões de excluídos pela
FÁBRICA EM LAGES SERÁ UMA DA MAIS MODERNAS DO MUNDO – Berneck vai produzir com alta tecnologia tipo empresa da revolução 3.0

FÁBRICA EM LAGES SERÁ UMA DA MAIS MODERNAS DO MUNDO – Berneck vai produzir com alta tecnologia tipo empresa da revolução 3.0

COM UM INVESTIMENTO DE QUASE r$ 1 BILHÃO, A UNIDADE DA BERNECK EM LAGES VAI PRODUZIR MADEIRA COM ALTA TECNOLOGIA

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS – O Brasil que nós aqui do Portal não queremos


bandeira-do-brasil-180m-x-090cm-em-helanca-copa-2018-D_NQ_NP_885021-MLB20692156739_042016-F
Esta postagem foi publicada em 17 de abril de 2018 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo.

O Brasil que nós aqui do Portal não queremos vamos dizer lá pelo meio deste artigo.

Já o Brasil e o presidente que nós daqui do Portal queremos deve ser o mesmo dos sonhos de muitos brasileiros.

Antes de mais nada queremos deixar bem claro que não temos procuração para defender o atual Governo Federal;  não temos qualquer contrato de prestação de serviço com algum setor dele; não temos identidade ideológica com nenhum dos partidos que o apoiam; tampouco somos filiados a qualquer partido político.

Portanto. esta é uma análise dentro do espírito jornalístico, acreditando que esteja revestida da extrema verdade e que não irá, jamais, ferir a lei ou atingir a imagem de quem quer que seja. Não é opinião pessoal, é a análise pura e simples dos fatos. O que nos Interessa é manter a credibilidade frente ao leitor de eronportal.com.br .

Para fundamentar o que vamos dizer logo adiante, precisamos falar dos números da atual administração federal. Senão vejamos: o Governo Temer pegou o País com um rombo de R$ 171 bilhões. Uma Previdência com um déficit progressivo. Uma dívida pública de mais de 3,3 trilhões, com um deficit de 14% ao ano. E na corrupção estouram escândalos quase toda dia.

Quer dizer: sem querer jogar confete ou ser um defensor gratuito, o fato é que a inflação e os juros caem, o PIB cresce, a arrecadação só aumenta, o emprego começa a aparecer, já foi aprovado o teto de gastos e encaminhadas as privatizações. Só não foi feita a reforma da Previdência por detalhes ou por acidentes de percurso.

No combate à violência, foi ágil, acertou em cheio ao intervir no Rio de Janeiro e ao criar o Ministério da Segurança. Fatos novos dão sensação de bem estar e esperança. Não havia mais como aceitar a morte de um policial e dois o três bandidos por dia só no Rio de Janeiro.

Agora mesmo houve a reforma ministerial devido às desincompatibilizações e o País não parou. Cremos que o maior ganho do atual governo, até hoje, foi que a economia se desvinculou das crises política, moral e econômica. Até nem parece que é preciso existir governos.

REFLEXÃO DO QUADRO PRÉ-TEMER

Do Governo FHC até o de Dilma, foram quase 13 anos de queima de gorduras, desperdício em aventuras e de falsa prosperidade. Implantaram a fantasia do “tudo de graça”; iludiram os os pobres com a falsa potência emergente; e capricharam nas obras mal feitas e superfaturadas. Sem falar na cultura da corrupção que já era sistêmica na estrutura pública.

Na Educação, houve avanços. Mas fizeram modificações nos métodos, conteúdos e na filosofia. Criaram escocas técnicas federais e estimulara a criação de universidades e o acesso fácil a esses bancos, o que foi positivo. Mas faltou valorização no recheio. Aí veio a evasão escolar.

Na Saúde houve coisas boas. O mais médicos e os medicamentos gratuitos, por exemplo. Mas não definiram a fonte dos recurso para o atendimento, exames, programas de remédios gratuitos e assistência médica. Uma das consequências foi o rombo e a falência dos programas.

Voltando ao ensino, lá foi onde houve o maior desastre. Apesar dos investimentos em paredes e em filosofias, a qualidade é lá embaixo. Até o tal de avanço progressivo faz passar alunos que não sabem nada. Mas isso vem desde a Constituição/88. Há um excesso de direitos de alunos e pais. Ninguém pode reprovar e a autoridade foi para o espaço. Resultado: a violência campeia nas escolas, contra diretores, professores  e contra quem ousar interferir. Daqui um pouco vamos ver as consequências disso. Uma delas deverá ser uma geração de analfabetos crescendo por aí.

Na habitação fizeram muito com o “Minha Casa, Minha Vida”. Mas, também ficou a desejar na qualidade. Na infra estrutura nem se fala. O PAC fracassou ou não se fala mais nele por questão de política de governo ou porque o dinheiro acabou.

A logística é péssima e o Custo Brasil é o maior do mundo no gênero. Nas obras, é chover no molhado dizer que a propina e o superfaturamento custaram quase um terço dos gastos e deram talvez um pouco mais de um terço de resultados. Tanto que se o Brasil crescer mais de 3% este ano teremos problemas de logística.

Na Economia, mais um desastre se comprovou. O atual governo está conseguindo fazer a travessia, mas o que acontecerá no ano que vem ninguém sabe. O próximo presidente vai ter de fazer coisas de saudosos ilustres se remexerem no túmulo. De a esquerda ficar perplexa e a direita irritada, acusado-o de plágio…

ALGUMAS LOUCURAS: Seguraram o reajuste da energia, quebraram a Eeletrobrás e colocaram as estatais do setor em dificuldade. Seguraram o reajuste dos combustíveis e criaram um brutal prejuízo na Petrobrás. Mal acostumaram a pobreza a esperar pela pão e circo e que agora está cada vez mais revoltada. Foi o estimulo à acomodação e para não dizer, à vadiagem. Esses foram alguns resultados dos governos populistas que prometem o milagre da vida fácil, onde não é preciso nem trabalhar.

Esses governos duram atá a acabar o dinheiro alheio. Depois tentam socializar o prejuízo. São os governos paternalistas, de uma economia irresponsável e irreal, que premia a incompetência, a inoperância, a má-qualidade em tudo e o vício da dilapidação do patrimônio Público.

Esse é o Brasil que nós aqui do eronportal.com.br não queremos.

 

 

 

 

 

 

 

 


73 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-