EDUCAÇÃO DE 1,99 – Governo do Estado quer tornar 2° Grau à distância. Decerto escolas serão presídios

EDUCAÇÃO DE 1,99 – Governo do Estado quer tornar 2° Grau à distância. Decerto escolas serão presídios

PARA ONDE VAI NOSSA EDUCAÇÃO?

Países como o Japão e a Coreia do Sul saíram do buraco, no pós guerra, com uma Educação integral, o dia inteiro, e exigente. Aqui, o professor tem de aprovar aluns sem saber nada e o Governo do Estado já pensa em ter apenas uma aula presencial por semana e o resto ministradas à distância, no 2º Grau. O correto não seriam aulas todo dia e mais as aulas à distância?

Após eu descobrir que alguns professores ACTS ganham só para a gasolina, a vestimenta e a alimentação, fico sabendo que o Governo do Estado já pensa em tornar o Ensino Médio – o 2º Grau – com uma aula presencial por semana e as demais à distância. E as escolas suntuosas que form construídas? Serão transformadas em presídios?

Conversei com três professoras e fique mais preocupado ainda com os rumos da Educação. Daqui um pouco nossos filhos terão um ensino de 1,99 e serão trabalhadores sem trabalho porque não terão como desenvolver as tarefas.  Este ano haverá eleição. Será a oportunidade de exigirmos que a prioridade da Educação desça do palanque.

O ensino público enverada para o caos. Não há mais dinheiro suficiente para pagar seus custos que já são um exagero de grande. Em SC temos o Avanço Progressivo, isto é, o professor não poder reprovar porque segurar alno em sala de aula significa mais professores e mais estrutura. Em consequência, além de ganhar cada vez menos, o professor não tem mais autoridade. Muitas vezes, professores, diretores, técnicos e fiscais internos apanham e uns até são espancados no interior da escola ou nos arredores.

Isso está se confirmando no ensino estadual e também no dos municípios. Tememos que um pouco a reversão da má  qualidade do ensino fique impossível. Basta perceber qeu daqui um pouco veremos só professor ACT – aqueles contratados – dando aulas, tapando buraco e o sol com a peneira. Esses, como ganham menos e as vagas são pulverizadas precisam fazer fazer uma via sacra de escola em escola e malabarismo para sobreviver. Dão aulas de manhã, à tarde e à noite. Há casos de professor que dá menos de 10 aulas em cada colégio. Aí o que ganham mal dá para o combustível, manter o carro, vestir-se e se alimentar.