Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
CONHEÇA UM FENÔMENO INTERNACIONAL EM FOLCLORE E ARTES POPULARES – Um espetáculo em coreografia, visual, ritmo, técnica e vigor físico.

CONHEÇA UM FENÔMENO INTERNACIONAL EM FOLCLORE E ARTES POPULARES – Um espetáculo em coreografia, visual, ritmo, técnica e vigor físico.

PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, O GRUPO ESTÁ EM CRICIÚMA SE APRESENTANDO NA 31ª FESTA DAS ETNIAS. Veja agora um breve
ABERTA 31ª FESTA  DAS ETNIAS DE CRICIÚMA/SC – Nesse evento há uma união das culturas e costumes de diferentes povos.

ABERTA 31ª FESTA DAS ETNIAS DE CRICIÚMA/SC – Nesse evento há uma união das culturas e costumes de diferentes povos.

ENTRE 10 E 15 DESTE MÊS, 7 DOS POVOS COLONIZADORES PROMOVEM A CONFRATERNIZAÇÃO DAS FAMÍLIAS CRICIUMENSES E A COMUNIDADE NO
NOVO CONGRESSO PROTAGONISTA OPTOU POR AJUDAR NA REVOLUÇÃO SEM TIROS – As melhores revoluções da História foram as feitas por ideias e entendimentos.

NOVO CONGRESSO PROTAGONISTA OPTOU POR AJUDAR NA REVOLUÇÃO SEM TIROS – As melhores revoluções da História foram as feitas por ideias e entendimentos.

O CONGRESSO VIU QUE ERA MELHOR SER PROTAGONISTA QUE ANTAGONISTA E VIROU PARCEIRO DAS REFORMAS. EDITORIAL Exceto alguns mercadores de ilusões, o
SE ALGUÉM SÓ RECEBE APLAUSOS É PORQUE JOGA SÓ PARA A PLATEIA – Toda vez que ralham com a gente capitalizamos uma quota a mais de fama.

SE ALGUÉM SÓ RECEBE APLAUSOS É PORQUE JOGA SÓ PARA A PLATEIA – Toda vez que ralham com a gente capitalizamos uma quota a mais de fama.

"QUEM PRECISA CONSERTAR CORRETAMENTE AS COISAS MEXE COM PRIVILÉGIOS, PERSPECTIVAS DE PODER, INTERESSES E VAIDADES". Este Post não é informe publicitário,
CURIOSIDADES POLÍTICAS DO SUL – Prefeitos lendários ou folclóricos e estratégias infalíveis de cabos eleitorais.

CURIOSIDADES POLÍTICAS DO SUL – Prefeitos lendários ou folclóricos e estratégias infalíveis de cabos eleitorais.

  ANTOLÓGICOS PREFEITOS DE LAGES/SC VIRARAM REFERÊNCIAS EM HABILIDADE POLÍTICA E EM ORIGINALIDADE PARA ADMINISTRAR. O PODER DA DENTADURA E DO CAIXÃO...
ANÁLISE DOS PRESIDENTES DOS ÚLTIMOS 50 ANOS E SEUS PLANOS – Governos da prosperidade e Governos das décadas perdidas e altos e baixos/desde Vargas.

ANÁLISE DOS PRESIDENTES DOS ÚLTIMOS 50 ANOS E SEUS PLANOS – Governos da prosperidade e Governos das décadas perdidas e altos e baixos/desde Vargas.

De Vargas aos dias atuais, uns grupos promoveram saltos no Brasil e outros desperdiçaram os avanços e saíram do Poder
PERSONALIDADES E CELEBRIDADES QUE MERECERIAM VIVER MAIS DE UM SÉCULO -Há pessoas tão iluminadas que só nascem de 100 em 100 anos.

PERSONALIDADES E CELEBRIDADES QUE MERECERIAM VIVER MAIS DE UM SÉCULO -Há pessoas tão iluminadas que só nascem de 100 em 100 anos.

ALGUMAS DELAS: SINATRA, SENNA, EVITA, PAULO-II, KENNEDY, CHICO ANYSIO E MAIS RECENTEMENTE RICARDO BOECHAT. ESTES SÃO ALGUNS DOS IRRETOCÁVEIS. Estão entre
ESTE POST NÃO TEM A PRETENSÃO DE DOUTRINAR, É APENAS NOSSA ANÁLISE DIANTE DA NATUREZA – Veja algumas evidências de que algo supremo existe.

ESTE POST NÃO TEM A PRETENSÃO DE DOUTRINAR, É APENAS NOSSA ANÁLISE DIANTE DA NATUREZA – Veja algumas evidências de que algo supremo existe.

FENÔMENOS, EVENTOS E TAMBÉM RESPOSTAS SEVERAS A QUEM OUSA DESAFIÁ-LO OU DESPREZÁ-LO. REFLEXÕES DO SITE Há fenômenos e eventos que regem sua

PEC PARALELA VAI REDUZIR AINDA MAIS DÉFICIT DA PREVIDÊNCIA – Senado viabiliza reforma também nos estados e municípios.


1-destaque-470256-esplanada888
Esta postagem foi publicada em 5 de setembro de 2019 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

ECONOMIA PODE CHEGAR A R$ 1,3 TRILHÃO EM 10 ANOS. ASSEMBLEIAS TERÃO QUE REFERENDAR COM MAIORIA SIMPLES.

 

Por outro lado, também é urgente a redução de gastos com com a folha nessas esferas da Federação. Desafio será adequar o gasto às necessidades de gente devido ao crescente aumento das atribuições. Só amenta o contingente.

Para equilibrar as contas é urgente melhorar a relação custeio da máquina e arrecadação. É preciso gastar melhor o dinheiro.

Coartar o funcionalismo ineficiente deve ser uma saída. Assunto para a reforma administrativa que vem por aí.

OPINIÃO DO PORTAL.

A Reforma Administrativa será tão polêmica e complicada quanto à da Previdência. A oposição certamente vai querer manter privilégios e os quadros de servidores. É da sua filosofia.

Mas com certeza a reforma que irá completar o programa de reconstrução do Brasil será a Reforma Administrativa.

Vai ter de ser feito como foi na da Previdência: o ouvido de mercador aos discursos demagógicos e fazer o que deve ser feito.

Será aquele negócio: enquanto uns farão calo na língua a caravana vai passar.

OPINIÃO

O carrapato já está do tamanho da vaca: a arrecadação e a economia essas unidades.

GRANDE PARTE DOS SERVIDORES ESTÁVEIS, COMISSIONADOS E ASSESSORES JÁ SE CONSIDERA DONA DO ESTADO. SÓ QUE  A CONTINUAR ASSEM, RECEBERÃO O HOLERITE VAZIO.

Não estamos generalizando, pois há a parcela de gente do bem e que cuida do cidadão. Estamos falando é dos oportunistas e privilegiados.

O fato é que nem se tem ideia da extensão e da profundidade dos cortes da tesoura na ação administrativa que os governos das três esferas da federação terão de executar daqui para a frente.

Porém, da necessidade de redução de funcionários públicos só fazendo peso todos sabemos. Já beira a 80% da receita os gastos com Previdência e folha de pagamento, em muitos casos. Daqui um pouco chegará a 100% e o contracheque virá vazio.

Na Previdência como um todo, por exemplo, só ampliando o tempo de contribuição, a idade para se aposentar e criando contribuições como está no projeto em análise pelo Congresso é que irá diminuir o déficit que já beira os R$ 400 bilhões ano, só na Previdência.

Então, só  cortando os privilégios e criando alíquotas de complemento de Previdência para cada um recolher é que se irá pelo menos estancar o crescimento do rombo é que a Previdência não inviabilizará o poder público.

E é preciso que o Congresso vote como fez a Câmara Municipal de São Paulo, recentemente: sem ouvir os rumores interesseiros das galerias.

Desafio quase do mesmo tamanho será arrumar o quadro dos servidores ativos. Será preciso adequar o número às necessidades para a prestação dos serviços à população. E nos municípios já se fala em déficit só na Previdência quase igual ao da esfera federal. Assim que comecem a se aposentar os que entraram nos municípios com os repasses de atribuições vamos perceber o tamanho do problema.

E com relação ao número de servidores, o que mais aumenta é o dos municípios. Se a transferências de atribuições e o aumento na demandas justificam, por outro lado há muito desperdício. E é nas Câmaras de Vereadores que está o ponto nevrálgico da questão: há Câmara onde um vereador tem até 20 assessores.

Se não for feito nada logo, os funcionários públicos, assessores e comissionados irão ficar donos do Estado, do dinheiro público e do povo. Assessor, servidor concursado que tem estabilidade e funcionários em geral já se consideram os donos do Pais. Acham-se acima dos mortais. Nem ligue fora do expediente que já de enquadram como estorvo e invasor da privacidade.

No caso do assessores e comissionados, conforme relata quem lida com o setor público, eles estão lá mais para dificultar a vida do cidadão que para servi-lo. Primeiro querem garantir o seu dinheiro para depois pensar em comprar um bem necessário, um serviço, fazer uma obra ou desenvolver uma ação em beneficio do povo.

Isto está com os dias contados. Se não for devido às reformas será pela falência total do Poder Público.

ERON PORTAL

 

Texto: Eron J Silva.

 


537 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-