Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
DEVEREMOS ENTRAR NAS ÚLTIMAS SEMANAS CRÍTICAS DA COVID E CURVA DEVE COMEÇAR A ACHATAR – País passa de 1,5 milhão de casos e de 63,2 mil óbitos.

DEVEREMOS ENTRAR NAS ÚLTIMAS SEMANAS CRÍTICAS DA COVID E CURVA DEVE COMEÇAR A ACHATAR – País passa de 1,5 milhão de casos e de 63,2 mil óbitos.

MAS, OS PRÓXIMOS DOIS MESES SERÃO MUITO DIFÍCEIS, DIZEM INFECTOLOGISTAS. A QUEDA SÓ COMEÇA EM SETEMBRO. Veja universos onde chegarão as
APÓS CICLONE BOMBA, VEIO GEADA E COMEÇOU A NEVAR NA SERRA CATARINENSE – Sul contabiliza os prejuízos de mais uma catástrofe. De hoje até segunda previsão é de mais frio e chuva.

APÓS CICLONE BOMBA, VEIO GEADA E COMEÇOU A NEVAR NA SERRA CATARINENSE – Sul contabiliza os prejuízos de mais uma catástrofe. De hoje até segunda previsão é de mais frio e chuva.

FOTOS DE URUPEMA: Marleno Muniz Farias. Segundo ele, ocorreu o fenômeno Sincelo, congelando até a névoa, no Moro das Torres. E a
CONGRESSO APROVA PRORROGAÇÃO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO – SAIBA AS NOVAS DATAS DEVIDO À PANDEMIA.

CONGRESSO APROVA PRORROGAÇÃO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO – SAIBA AS NOVAS DATAS DEVIDO À PANDEMIA.

SENADO E CÂMARA APROVAM O ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO. Sessão conjunta das duas Casas sanciona a matéria nesta quinta,
CORRIDA ARMAMENTISTA CONTRA O VÍRUS – Nova “Gerra Fria” entre superpotências será em busca de armas contra pandemias.

CORRIDA ARMAMENTISTA CONTRA O VÍRUS – Nova “Gerra Fria” entre superpotências será em busca de armas contra pandemias.

A DISPUTA PARA DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA, AGORA, SERÁ EM BUSCA DE UMA VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS. Já fomos à Lua e
VEJA AS CITAÇÕES QUE SE TORNARÃO IMORTAIS – Confira porque a humanidade será outra depois da pandemia.

VEJA AS CITAÇÕES QUE SE TORNARÃO IMORTAIS – Confira porque a humanidade será outra depois da pandemia.

DUAS SÃO DO SECRETÁRIO GERAL DA OMS E UMA É DE AUTOR DESCONHECIDO. PALAVRAS EMBLEMÁTICAS E QUE SE REVESTIRÃO DE
EXTRAÇÃO PREDATÓRIA DE FLORESTAS NO BRASIL É UM FATO – Mas em reservas indígenas é meia verdade dizer que só há invasões e roubo.

EXTRAÇÃO PREDATÓRIA DE FLORESTAS NO BRASIL É UM FATO – Mas em reservas indígenas é meia verdade dizer que só há invasões e roubo.

HÁ MUITA VISTA GROSSA À EXPLORAÇÃO CLANDESTINA. COMO PODE O CORTE DE MIL ÁRVORES NÃO TER SIDO VISTO. MUITA GENTE
DISCUSSÃO SOBRE QUEIMADAS NA AMAZÔNIA PARECE FOGO DE PALHA DE ONGS E IDEOLOGIA DE RICOS QUE INCENDIARAM SUA RESERVA NATURAL – No Brasil o fogo sempre existiu em áreas agrícolas e de pastagens tradicionais.
INSISTEM NA VOLTA DE UM ESPORTE DE MASSA, MESMO SEM MASSAS NOS ESTÁDIOS –  “NÃO FAZ SENTIDO A VOLTA DO FUTEBOL AGORA, SERÁ UMA IRRESPONSABILIDADE”.

INSISTEM NA VOLTA DE UM ESPORTE DE MASSA, MESMO SEM MASSAS NOS ESTÁDIOS – “NÃO FAZ SENTIDO A VOLTA DO FUTEBOL AGORA, SERÁ UMA IRRESPONSABILIDADE”.

HÁ TANTA COISA GRAVE EXIGINDO GASTO DE DINHEIRO, ENERGIA E USO DE ESTRUTURA NESTE INSTANTE. E O MAIS GRAVE É QUE

CONSÓRCIOS PÚBLICOS DISCUTEM PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS


Esta postagem foi publicada em 12 de maio de 2017 Administração, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

O diretor financeiro do Consorcio Intermunicipal Catarinense – Cimcatarina, Fernando Luiz Raldi participou de reunião na sede da Amures manhã desta quarta-feira (10), para discutir a padronização de procedimentos dos consórcios públicos como contratos de rateios, transferências e prestação de serviços.

Criado há sete anos, o Cimcatarina tem como objetivos unir os municípios para formulação de projetos estruturantes de forma consorciada. Ele busca articular a integração, visando o fortalecimento de ações compartilhadas como captação de recursos, prestação de serviços e transparência na aplicação do dinheiro público.

A reunião desta quarta-feira foi para definir as formas de transferência de recursos através dos consórcios públicos. A maneira como realizarão a contabilidade e as prestações de contas.

O contabilista do Consórcio Serra Catarinense – Cisama, Pedro Geovani da Silva, observou que atualmente cada consórcio público faz à sua maneira, os procedimentos técnicos. “É importante essa uniformização de procedimentos, especialmente para prestar contas. Ela exigirá que as empresas de informática se ajustem ao modelo e à forma como serão definidos esses procedimentos”, explicou Pedro da Silva.

Na próxima reunião serão apresentados os modelos praticados pelos consórcios públicos por cada membro da câmara técnica. E num futuro breve será apresentado um modelo único de procedimentos, uma vez que os consórcios públicos têm adesão de um grande número de municípios em Santa Catarina.


414 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-