Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
CANCHA DE ARREMATES DE CORREIA PINTO SERÁ CONCLUÍDA – Governo do Estado libera recursos ao Parque da Cidade.

CANCHA DE ARREMATES DE CORREIA PINTO SERÁ CONCLUÍDA – Governo do Estado libera recursos ao Parque da Cidade.

CONVÊNIO FOI ASSINADO COM A ADR DE LAGES E PRODUTORES COMEMORAM AVANÇO. Com a assinatura de convênio entre o Governo do
VEREADOR SUGERE UMA FÁBRICA NO PRESÍDIO – Contou com a unanimidade dos colegas e vai ter apoio também na ALESC.

VEREADOR SUGERE UMA FÁBRICA NO PRESÍDIO – Contou com a unanimidade dos colegas e vai ter apoio também na ALESC.

OUTRA IDEIA POSITIVA DO VEREADOR OSNI FREITAS BUGRE FOI A DA CRIAÇÃO DE UMA UNIDADE DO CEASA EM LAGES.   https://www.youtube.com/watch?v=_c_6otBaWqs&feature=youtu.be ESSA IDEIA
UM DEPUTADO BEM SUCEDIDO NAS URNAS – Vereador Bugre/PDT mostrou força a seu deputado.

UM DEPUTADO BEM SUCEDIDO NAS URNAS – Vereador Bugre/PDT mostrou força a seu deputado.

A SERRA CATARINENSE É A REGIÃO DE BAIXA DENSIDADE ELEITORAL, AS MAIORES DISTÂNCIAS E ONDE FALTA ATÉ INFORMAÇÃO SOBRE A
EX-PREFEITA DE BOMBINHAS VIRA DEPUTADA – Líderes do PDT de Lages agora tem sua representante na ALESC.

EX-PREFEITA DE BOMBINHAS VIRA DEPUTADA – Líderes do PDT de Lages agora tem sua representante na ALESC.

DESTA VEZ O PDT DA SERRA TEVE EM QUEM VOTAR PARA DEPUTADA ESTADUAL: ANA PAULA DA SILVA. Atendendo a pedidos de
COLUNA ERON J SILVA – Nomes da Equipe de Transição do governador eleito Comandante Moisés.

COLUNA ERON J SILVA – Nomes da Equipe de Transição do governador eleito Comandante Moisés.

JÁ TEM O PERFIL DO NOVO COLEGIADO: UMA EQUIPE  ALTAMENTE TÉCNICA E SEM VINCULAÇÃO POLÍTICO PARTIDÁRIA. "Como não fiz coligação, meu
MAGIAS NATURAIS DE SANTA CATARINA – Se Deus demorou 7 dias para fazer o mundo deve ter gasto um só para fazer a Serra Catarinense e a Gaúcha.

MAGIAS NATURAIS DE SANTA CATARINA – Se Deus demorou 7 dias para fazer o mundo deve ter gasto um só para fazer a Serra Catarinense e a Gaúcha.

VEJA IMAGENS MÁGICAS NOS VÍDEOS DESTA REPORTAGEM E NA GASTRONOMIA TÍPICA DO SUL. Sempre tenho dito que se Deus demorou sete
VIOLÊNCIA E MORTE NO FUTEBOL – A incoerência do esporte de massa que daqui um pouco não terá massa nos estádios.

VIOLÊNCIA E MORTE NO FUTEBOL – A incoerência do esporte de massa que daqui um pouco não terá massa nos estádios.

MAIS UM FIM DE SEMANA COM MORTE E FERIDOS EM VOLTA DOS ESTÁDIOS NO RJ. REFLEXO DA VIOLÊNCIA CRESCENTE DO
REVELAÇÃO DE NOVOS TALENTOS – Em tempos de tanta violência também há quem estimule a sensibilidade humana!

REVELAÇÃO DE NOVOS TALENTOS – Em tempos de tanta violência também há quem estimule a sensibilidade humana!

LAGES/SERRA CATARINENSE - O CONSERVATÓRIO DE MÚSICA VANDERLEI XAVIER É UM NINHO DE NOVOS E TALENTOSOS ARTISTAS E TAMBÉM DE

TOMARA QUE ISRAEL VENHA MESMO TRANSFORMAR O NORDESTE NUM PARAÍSO – Esse pedaço do Brasil sempre esbarrou nas limitações impostas pela seca.


golan-kibbutz_april-061
Esta postagem foi publicada em 8 de novembro de 2018 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo.

MAS EXISTEM TÉCNICAS ATÉ ANTIGAS QUE TRANSFORMAM ÁGUA SALOBRA DO SUBSOLO E ATÉ DO MAR EM ÁGUA PARA O CONSUMO E A PRODUÇÃO.

WhatsApp Image 2018-08-16 at 10.49.23

 

Só que lá fora transformam desertos em maravilhas e paraísos, enquanto que aqui nós transformamos maravilhas em desertos.

Apenas para reflexão: não que somos a favor da entrega de qualquer pedaço do Brasil a alguém, mas, se a Holanda não tivesse sido expulsa do Brasil, hoje o Brasil estaria devendo para o Nordeste.

Então, que bom se Israel viesse mesmo nos ensinar a dar água ao nordestino e a formar Kibutz por lá para dar dignidade e independência, livrando aquele povo daqueles que o fazem um dependente. Com água e comida, lá se produz até quatro safras por ano.

golan-kibbutz_april-061

………………………………………

O QUE JÁ DEMOS ANTES.

PORTANTO, ESTAMOS FAZENDO AQUI O INVERSO DO QUE SE FAZ  NOS ESTADOS UNIDOS E EM ISRAEL, POR EXEMPLO.

O tratamento que damos à natureza aqui no Brasil é o inverso do que se dá lá fora.

Enquanto no Primeiro Mundo fazem de um deserto uma maravilha; nós fazemos de  uma maravilha um deserto. Veja o que acontece na Amazônia e onde praticamos a produção mecanizada.

No deserto Sonora/Arizona, EUA, construíram uma maravilha no meio dele: Phoenix. Em Israel, 16% da agricultura vem dos Kibutz e vilas que são verdadeiros oásis no meio da areia (o deserto). Sem mencionar países de Terceiro Mundo que já dão esses exemplos.

Aqui no Brasil, transformamos as maravilhas do mundo (praias) em depósitos de lixo; as terras, que deveriam produzir alimentos sadios, são envenenados por agrotóxicos. E em lugares de trabalho degradantes devido a esses venenos; e o mais grave: estamos transformando a Amazônias – o pulmão do mundo – em uma porção de novos desertos na América do Sul.

 

ALGUMAS COMPARAÇÕES:

Phoenix – EUA

Acima, um exemplo de um pedaço do deserto (Sonora) transformado em maravilhas.

LOCALIZAÇÃO:

deserto de Sonora é um deserto da América do Norte que cobre grande parte do sudoeste dos Estados Unidos, no Arizona e na Califórnia, e do noroeste do México, em Sonora, Baja California e Baja California Sur. Ele é o deserto mais quente no México.

Israel -Kibutz

Acima, em Israel, país praticamente um deserto, transformam areia em maravilhas urbanas e produção agrícola. São cidades arborizadas e os Kibutz, onde fazem vilas os milagres da agricultura.

O que é:

Um kibutz [quibúts] (hebraico: קיבוץ; plural: kibutzim: קיבוצים, “reunião” ou “juntos”) é uma forma de coletividade comunitária israelita. Apesar de existirem empresas comunais (ou cooperativas) em outros países, em nenhum outro as comunidades colectivas voluntárias desempenharam papel tão importante como o dos kibutzim em Israel, onde tiveram função essencial na criação do Estado judeu.

Combinando o socialismo e o sionismo no sionismo trabalhista, os kibutzim são uma experiência única israelita e parte de um dos maiores movimentos comunais seculares na história. Os kibutzim foram fundados numa altura em que a lavoura individual não era prática. Forçados pela necessidade de vida comunal e inspirados por ideologia socialista, os membros do kibutz desenvolveram modo de vida em comunidade que atraiu interesse de todo o mundo. Enquanto que os kibutzim foram durante várias gerações comunidades utópicas, hoje eles são pouco diferentes das empresas capitalistas às quais supostamente seriam alternativa. Hoje, em alguns kibutzim, há uma comunidade comunitária e são adicionalmente contratados trabalhadores que vivem fora da esfera comunitária e que recebem salários, como em qualquer empresa capitalista.

 

No Brasil:

Amazônia que pode virar deserto

O que acontece na Amazônia é uma lástima.

Não quer dizer que não se deve explorar a madeira nativa. Só que é preciso um manejo sustentado. De forma racional.

Também não quer dizer que não se deve fazer agricultura e pecuária na Amazônia. Mas, também deveria ser racional.

A fiscalização é um faz de conta. O interesse econômico sempre fala mais alto. Tanto que se não fosse a madeira, a pecuária e a produção de grãos, os Estados do Norte seriam mais pobres ainda.

Portanto, é urgente um cuidado efetivo com a Natureza da Região Norte.

Como vai, lá será o maior deserto da América do Sul, em menos de 50 anos.

Nossa agricultura

Lindas plantações de grãos, mas com veneno; belos rebanhos mas cadê as árvores; terras de primeira. mas que serão um novo deserto bem logo.

REFLEXÃO

Nosso maior orgulho é o Agronegócio.

Realmente damos um show de competência nisso. Até porque temos as melhores terras agricultáveis do Planeta.

Mas é urgente um cuidado com a terra.

A agricultura é a âncora verde do Real, mas faltam cuidados!

Nossas praias

Temos mais de 6 mil KM de costa. Mas, o esgoto, o lixo e a sujeira que o homem (a maior poluição sobre a Terra) faz nas praias é uma vergonha internacional.

Ainda estão limpos, santuários tipo Fernando de Noronha. Só não deixem o homem chegar em massa lá!

O QUE FAZER?

No Brasil existe Marco Regulatório para as Organizações da Sociedade Civil e para as relações do poder público com elas. Parece que isso foi decorrente de interesses ideológicos.

Contudo, o mesmo deveria existir para agricultura em escala, exploração da madeira nativa, pecuária e pesca.

MARCO REGULATÓRIO

Aprovado em 2014, o novo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil. Um fruto de um esforço conjunto do governo federal (por meio da Secretaria de Governo e da extinta Secretaria-Geral) e da sociedade civil para modernizar as relações do poder público com as Organizações da Sociedade Civil (OSCs), agentes fundamentais para a execução de iniciativas de interesse público e para o aprofundamento da democracia.

A Secretaria de Governo agora dialoga com a sociedade civil, órgãos da administração pública e especialistas para conscientizar os diversos atores envolvidos sobre as mudanças trazidas pela nova lei, que entrou em vigor no dia 23 de janeiro de 2016.

 


108 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-